Elogiado no Vasco, Palácios nunca havia jogado como volante: “Posição estranha para mim”





Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Entre no grupo de whatsapp da CENTRAL DO VASCO, SOMENTE NOTÍCIAS, SEM CONVERSAS!CLIQUE AQUI!

Bastante elogiado pelo técnico Jorginho depois da vitória sobre o Criciúma, no último sábado, Palácios nunca havia atuado como volante. O chileno de 22 anos é um meia-atacante de origem, mas jogou mais recuado nas duas últimas partidas do Vasco na Série B.

Contra Sport e Criciúma, Palácios entrou no lugar de Yuri Lara no segundo tempo e ajudou a melhorar a saída de bola da equipe. Coincidência ou não, os três gols do Vasco nesses dois jogos saíram com o chileno em campo.

– […] coloquei um meia como um volante, o Palácios, que deu tom diferente ao jogo. É realmente um jogador muito qualificado, deu esse toque diferente – comentou Jorginho depois do jogo.

Palácios, do Vasco, em ação contra o Criciúma — Foto: Daniel Ramalho / CRVG

Palácios, do Vasco, em ação contra o Criciúma — Foto: Daniel Ramalho / CRVG





Depois da vitória sobre o Criciúma, ainda em São Januário, Palácios contou em entrevista a um jornalista da versão chilena do “As” que atuar como volante era uma novidade para ele também.

É uma posição meio estranha para mim, nunca havia jogado ali. Joguei contra o Sport, o professor gostou e agora repetiu – disse.

– Estamos muito perto do objetivo, que é subir com o Vasco. Vamos buscar isso. Estou muito contente, muito feliz por tudo que está acontecendo com esse grupo, que é maravilhoso – completou.

A última partida de Palácios como titular no Vasco foi justamente na vitória sobre o Criciúma no primeiro turno, em julho. Desde então, ele vem sendo acionado no fim dos jogos. O chileno contou que ainda sente dores no joelho e no púbis.

– Tenho um problema no joelho e no púbis, que me incomodam um pouco para jogar, mas estou bem, trabalhando forte. Graças a Deus hoje pude jogar meio tempo e ajudar a equipe – afirmou.

Ele também voltou a falar sobre o Colo Colo, clube chileno pelo qual tem muito carinho. No mês passado, também em entrevista a um veículo do Chile, o jogador deu a entender que não estava feliz no Brasil e que avaliava propostas de outros clubes, dentre os quais o Colo Colo.

– O Colo Colo é um tema à parte. Estou aqui no Vasco, focado. Desde menino sempre pensei em jogar no Colo Colo, isso dependeria de várias circunstâncias, mas estarei sempre disposto a escutar o Colo Colo por um tema pessoal da minha família. Meu filho é torcedor desde pequeno. Mas estou aqui, muito contente. Se dei a entender que queria sair daqui ou algo assim, não era isso. Disse só que sempre estarei disposto a ouvir o Colo Colo. Estou muito contente aqui – concluiu ele.

Fonte: GE







Você pode gostar...