Raniel volta a sorrir no Vasco e projeta reencontro com Cruzeiro: “Não é impossível ganharmos”





Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Entre no grupo de whatsapp da CENTRAL DO VASCO, SOMENTE NOTÍCIAS, SEM CONVERSAS!CLIQUE AQUI!

Artilheiro do Vasco na temporada com 15 gols, Raniel voltou a sorrir após balançar as redes contra o Náutico e encerrar um jejum de quase 40 dias. O centroavante andava em baixa, mas recuperou a confiança e a titularidade com a chegada de Jorginho. E agradeceu pela confiança do treinador.

– Conversamos só um dia no treino, ele me deu total confiança. Disse para eu tentar, se eu errar a culpa é dele. Mas para eu errar tentando. Ele dá total liberdade para jogarmos e tentarmos a jogada que queremos. Isso é o que todo jogador quer.

Raniel, artilheiro do Vasco na temporada — Foto: Emanuelle Ribeiro

Raniel, artilheiro do Vasco na temporada — Foto: Emanuelle Ribeiro





Com moral, Raniel retorna ao Mineirão nesta quarta e reencontra o Cruzeiro, clube que o projetou para o futebol nacional. Apesar do bom momento do adversário, que pode garantir matematicamente o acesso diante do Vasco, o centroavante acha que o time tem condições de conseguir um bom resultado em Belo Horizonte.

-Quando se trata de duas equipes gigantes tudo é possível. Não é impossível ganharmos do Cruzeiro lá. Estão em um grande momento, mas precisamos ganhar para dar continuidade ao nosso trabalho. Vai ser difícil pra eles também. Quero fazerem gol, mas o mais importante é o Vasco vencer.

– Já fiz gols bonitos no Mineirão, um foi contra a Chapecoense pela Copa do Brasil, um chute de fora da área.

Raniel iniciou bem a temporada, balançando as redes e estipulou a meta de 30 gols em 2022. No entanto, perdeu a titularidade em alguns momentos, passou por algumas secas de gols e teve que recalcular a meta. Hoje espera marcar mais cinco vezes nos oito jogos restantes da Série B.

– Eu tinha uma meta no início do ano de chegar aos 30 gols. Mas vai ficar quase impossível. Vou trabalhar para fazer pelo menos 20 gols, faltam mais cinco. Eu cumprindo essa meta, o Vasco vai ganhar com isso.

O centroavante também agradeceu Nenê, que lhe cedeu a cobrança de pênalti contra o Náutico. O camisa 10 percebeu que o artilheiro precisava marcar para readquirir confiança.

– Sempre na preleção o Jorginho nos deixa à vontade, mas sabemos que o batedor oficial é o Nenê. Eu não vinha de atuações boas, esse gol foi importante para dar confiança e o Nenê sabia disso. Ele perguntou se eu queria bater e eu falei que sim. Sem palavras para o Nenê, um líder. Não tremi (risos), mas já estou acostumado.

Aos 33 min do 1º tempo – gol de pênalti de Raniel do Vasco contra o Náutico

Outros trechos

Reencontro com Cruzeiro

– Vai ser especial, o Cruzeiro foi quem me projetou, me mostrou pro futebol nacional. E aqui no Vasco está sendo minha melhor temporada de gols e jogos no profissional. Tenho carinho pelo Cruzeiro. Mas hoje eu visto a camisa do Vasco e tenho que dar meu melhor.

Parceria com Eguinaldo

– O Eguilindo (risos) é sensacional, muito humilde, me vejo muito nele como comecei. Dentro de campo eu tento orientar ele, e ele é muito atencioso, tenta por em prática, escuta. É um cara muito rápido, que pode jogar também aberto facilmente. E se ele tiver que jogar de centroavante não tem problema, eu estou aqui para ajudar o Vasco. Se pudermos jogar juntos vou agradecer.

Reta final

– Quando a gente foca em quem está atrás tem problema. Temos que focar só na gente, porque assim vai dar tudo certo. Temos que mostrar um futebol para vencer, depende só da gente e o foco é o acesso.

Fonte: ge







Você pode gostar...