Para não sofrer o transfer ban, Vasco precisa confirmar pagamento de R$ 1,8 milhão a Maxi López até o fim desta 2ª-feira





Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Entre no grupo de whatsapp da CENTRAL DO VASCO, SOMENTE NOTÍCIAS, SEM CONVERSAS!CLIQUE AQUI!

O Vasco tem até hoje para confirmar que realizou o pagamento de R$1,8 milhão ao ex-atacante Maxi Lopez, conforme foi acordado entre as partes em um processo na Câmara Nacional de Resoluções e Disputas (CNRD). Caso o clube não comprove a realização da transferência, poderá sofrer o transfer ban, ou seja, ficará impedido de registrar novos atletas em competições nacionais e internacionais, até que a dívida seja quitada.

O valor correspondente a 30% da dívida de R$ 6 milhões que o clube tem com o argentino. Maxi pediu desligamento do Vasco em 2019 sob a alegação de que à época estava com salários, FGTS, bônus e metas atrasados.

O Vasco foi procurado oficialmente para comentar se realizou o pagamento ou quando pretende realizar, mas não respondeu. Já o estafe de Maxi Lopez afirma que nada foi pago até o momento.





Se o valor não for pago, caberá aos advogados do argentino enviarem uma notificação ao CNRD, a quem cabe determinar o transfer ban e realizar os procedimentos junto à Fifa.

A penalidade não impede que o clube negocie jogadores, tanto para comprar e vender, apenas não permite que novos atletas sejam inscritos nos campeonatos, o que os impede de jogar. A punição não abrange registro de treinadores e comissão técnica.

Fonte: Blog Panorama Esportivo – O Globo






Você pode gostar...