Justiça condena Vasco a pagar R$ 1,5 milhão a Rafael Galhardo





Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Entre no grupo de whatsapp da CENTRAL DO VASCO, SOMENTE NOTÍCIAS, SEM CONVERSAS!CLIQUE AQUI!

O Vasco foi condenado pela justiça trabalhista a pagar R$ 1,5 milhão a Rafael Galhardo por salários vencidos, multa contratual, depósitos de FGS e férias vencidas. A sentença da 78ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro saiu na última quinta-feira.

Além disso, o clube terá que pagar 15% do valor referente a honorários advocatícios para o escritório de Ana Paula Belinger, advogada que defende o jogador na ação que corre na Justiça desde 2020.

Rafael Galhardo foi contratado pelo Vasco em 2018 — Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco

Rafael Galhardo foi contratado pelo Vasco em 2018 — Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco

O lateral-direito entrou na Justiça pedindo a rescisão indireta, verbas trabalhistas e danos morais. Conseguiu a rescisão em setembro de 2020, quatro meses antes do fim do contrato. Rafael Galhardo alegou falta de pagamento e, na ocasião, cobrou R$ 2 milhões em salários atrasados e multas.





Na sentença, a juíza Najla Rodrigues Abbude também determinou que o Vasco deposite imediatamente o FGTS atrasado do jogador e a multa de 40%. O clube não comenta processos em andamento.

Apesar do êxito, a advogada Ana Paula Belinger vai recorrer quanto ao pedido de indenização por assédio moral, com a alegação de que Rafael Galhardo foi afastado do convívio no clube sem justificativa. A defesa vai entrar com a execução provisória desse valor imediatamente.

Após deixar o Vasco, Rafael Galhardo se transferiu para o Valour FC, do Canadá, em 2021.

Fonte: Ge







Você pode gostar...