Instabilidade no Vasco mina confiança de Gabriel Pec, vaiado e cada vez menos driblador





Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Entre no grupo de whatsapp da CENTRAL DO VASCO, SOMENTE NOTÍCIAS, SEM CONVERSAS!CLIQUE AQUI!

Gabriel Pec não vive um bom momento com a camisa do Vasco. A inconsistência traz os protestos da torcida à reboque e vem minando a confiança do atacante, que apresenta em campo uma versão cada vez menos dribladora.

O drible e a facilidade de passar pelo adversário no um contra um são as principais características do jogador desde as categorias de base. Ele foi com folga o maior driblador do Vasco na Série B do ano passado e segue sendo na edição atual, mas numa escala menor à medida que as rodadas passam e as críticas aumentam.

Gabriel Pec em ação com a camisa do Vasco — Foto: Daniel Ramalho / CRVG

Gabriel Pec em ação com a camisa do Vasco — Foto: Daniel Ramalho / CRVG

No empate com o Ituano na última terça-feira, em São Januário, Pec foi hostilizado pelos torcedores. Ele e Edimar começaram a ser vaiados ainda no primeiro tempo. Ao ser substituído por Marlon Gomes aos 29 minutos do segundo tempo, enquanto caminhava para o banco de reservas, o atacante ouviu algumas ofensas da arquibancada (veja no vídeo abaixo).

Por mais de uma vez durante a partida, foi possível ver o técnico Maurício Souza pedindo para que Pec fosse para cima da marcação. A falta de confiança do atacante foi assunto na coletiva de imprensa do treinador após a partida.

Torcida do Vasco hostiliza Gabriel Pec na partida contra o Ituano





– Eu tenho conversado muito com o Pec. É um jogador que se cobra muito. Ontem mesmo tivemos um papo, sobre o que pensava do jogo, o que ele poderia desenvolver. É um garoto que realmente sente as críticas. Falou comigo ontem, como ele tem se sentido ansioso em alguns momentos da partida – contou Maurício.

“Mas temos que entender que ele tem só 20 anos (correção: 21), conviver com vaias não é fácil. Mas ele tem personalidade e todo nosso apoio. Acho que quando a equipe estiver muito bem o Pec vai dar uma contribuição melhor do que vem dando”, acrescentou.

Contra o Ituano, Pec tentou dois dribles e acertou um. Contra o Sampaio, na rodada anterior, foram duas tentativas e dois acertos. A partida em que ele mostrou-se mais arisco foi na vitória sobre o Operário (4/5). Já o jogo contra ao Brusque foi onde ele esteve mais destemido com relação aos dribles e tentou ir para cima do adversário seis vezes, embora só tenha conseguido passar em duas.

Nos duelos diante de Bahia, Ponte Preta, Chapecoense e CRB, Pec deixou o campo sem uma tentativa de drible sequer. Vale a ressalva de que, contra a Chape, ele entrou no segundo tempo.

Gabriel Pec na Série B 2022

  • 35 tentativas de drible
  • 17 dribles certos
  • 18 dribles errados

 

Gabriel Pec, do Vasco, em ação contra o Sport — Foto: André Durão

Gabriel Pec, do Vasco, em ação contra o Sport — Foto: André Durão

– Como jogador, todos temos momentos bons e ruins – comentou Quintero, um dos líderes do elenco, em coletiva nesta quinta.

– O grupo está aqui para isso, para ajudar. Falando especificamente do Gabriel, estamos aqui para falar com ele, para ele poder focar 100% e ajudar com todo talento que ele tem. Vamos ajudá-lo para que ele possa dar o máximo do potencial – concluiu o zagueiro.

É importante explicar que, desde o início da temporada, Gabriel Pec e Figueiredo têm a função tática de compor a linha de seis na defesa quando o rival tem a bola. O ge mostrou, em maio, que a dupla este ano pisou muito mais no campo defensivo do que dentro da área dos adversários.

Nesta Série B, Pec ainda não deu assistências e tem um gol marcado, na vitória sobre o CSA em jogo válido pela sexta rodada, em maio.

Fonte: ge







Você pode gostar...