Ex-executivo do Internacional, Paulo Bracks recusou Santos e pode ser o primeiro diretor do Vasco com a 777





Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Entre no grupo de whatsapp da CENTRAL DO VASCO, SOMENTE NOTÍCIAS, SEM CONVERSAS!CLIQUE AQUI!

O Santos recebeu respostas de negativas de dois executivos, pretendidos para assumir o departamento de futebol da Vila Belmiro e, depois disso, contratar o novo técnico. Primeiro, Ricardo Moreira, do Orlando City. Logo depois, a direção santista procurou Paulo Bracks, que ajudou a levar o América Mineiro às semifinais da Copa do Brasil de 2020 e, mais tarde, dirigiu o Internacional.

https://s2.glbimg.com/zyUNBljPaYHNXgTkx_P6ITSzgpM=/0x0:2047x1365/1008x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_bc8228b6673f488aa253bbcb03c80ec5/internal_photos/bs/2022/g/3/EqxBTMQEAMMTugs6iSxw/51812598538-b09db487fd-k.jpg

Paulo Bracks é apresentado oficialmente pelo Inter em entrevista coletiva

Bracks está agora em carreira solo e, como informou ao repórter Bruno Giufrida, do GE, apalavrado com outros projetos. Faltou apenas dizer que estes outros planos envolvem a 777 Partners, a partir do momento em que for criada a Sociedade Anônima do Futebol, do Vasco.





A informação nasceu em Santos.

O contrato não está assinado, mas é a tendência para as próximas semanas, ou meses. Bracks já demonstrou competência no mercado do futebol brasileiro e pode fazer bom trabalho em São Januário. Claro, a partir do momento em que se concretizem os planos e que se confirme que poderá ser o primeiro diretor-executivo do novo e promissor projeto vascaíno.

Fonte: Blog do PVC






Você pode gostar...