Barcelona sobe proposta por Andrey, mas condições ainda não agradam





Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Andrey Santos, do Vasco, mostra troféu de Craque do Jogo contra o Sport — Foto: Daniel Ramalho / CRVG

Titular no meio de campo do Vasco e eleito o Craque do Jogo no empate com o Sport no último domingo, Andrey Santos vê sua valorização aumentar à medida que acumula jogos e boas atuações pelo time principal. Entre os principais interessados em contar com o futebol do volante de 18 anos, o Barcelona subiu a proposta e sinalizou que estaria disposto a pagar até €10 milhões, mas a oferta não foi levada adiante.

A proposta oficial chegou na semana passada nas mãos dos empresários que cuidam da carreira do jogador, mas não despertou interesse porque o plano do Barcelona era levá-lo a princípio para o time B. O clube catalão ofereceu €6 milhões (R$ 33,2 milhões) e mais €4 milhões (R$ 22,1 milhões) em metas e gatilhos contratuais. O teto do negócio poderia chegar a R$ 55,3 milhões, portanto.





Por acreditarem que o cenário não seria interessante para Andrey, o estafe sequer levou a proposta ao conhecimento do Vasco. A empresa de Giuliano Bertolucci está desde abril à frente das tratativas sobre interesse e negociações por Andrey, cuja carreira também é agenciada pelos empresários Fábio Menezes e Flávio Chaves.

Essa é a segunda proposta formalizada pelo Barcelona. No início do ano, por intermédio do ex-jogador Deco, o clube ofereceu €1 milhão (R$ 5,5 milhão na cotação atual). Na ocasião, Andrey tinha 17 anos, se preparava para disputar a Copinha e ainda não havia sido integrado de maneira definitiva ao time principal.

No mês passado, o clube espanhol enviou um olheiro a Cariacica para observar Andrey, que estava a serviço da seleção brasileira sub-20. O jogador vascaíno foi o capitão na campanha do título do Torneio Espírito Santo, um quadrangular com as seleções de Equador, Paraguai e Uruguai.

Andrey Santos tem contrato até agosto de 2023 com o Vasco, que vem arrastando nos últimos meses uma negociação para renovar. A princípio o novo vínculo seria até 2027, mas as partes não acreditam que o martelo seja batido antes da conclusão da SAF do clube.

Pelo vínculo atual, a multa rescisória de Andrey é de 30 milhões de euros (R$ 166,1 milhões) para clubes do exterior e R$ 14 milhões para o mercado interno.

Fonte: ge






Você pode gostar...