777 Partners planeja expansão global no mercado do futebol; empresa garante que Vasco não será clube satélite






Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Entre no grupo de whatsapp da CENTRAL DO VASCO, SOMENTE NOTÍCIAS, SEM CONVERSAS!CLIQUE AQUI!

Comitiva de executivos da 777 Partners em visita ao Vasco da Gama em marco deste ano - Rafael Ribeiro / Vasco

Durante a apresentação da 777 Partners ao Conselho Deliberativo do Vasco — o objetivo era fornecer detalhes da proposta vinculante para a compra da SAF —, a empresa norte-americana trouxe à tona o nome do projeto futebolístico da holding, que até então vinha sendo pouco utilizado pela mídia: 777 Football Group.

É com esta nomenclatura que a companhia tem se apresentado ao mundo em seus planos de expansão no esporte, que começaram com a aquisição de 15% do Sevilla-ESP e que já caminham para seu quinto clube.

Em seguida aos espanhóis, a 777 comprou o Genoa (Itália), o Standard Liège (Bélgica) e o Red Star (França). E ao que tudo indica, entre o fim de julho e o início de agosto, assumirá a SAF vascaína.

Sócio-fundador da empresa, o americano Josh Wander deixou claro em seu depoimento gravado que a ideia da companhia é se expandir ainda mais. O executivo, no entanto, gosta sempre de frisar que as tradições, características e histórias dos clubes serão preservadas.

“Vocês já devem ter escutado sobre os negócios no futebol que estamos construindo na 777. Sabem que temos times na Itália, França, Bélgica e Espanha, e provavelmente teremos muito mais no futuro. Em cada caso, nossa prioridade é cuidadosamente respeitar a história, o legado e as tradições que tornam cada clube especial para seus fãs e a comunidade que o cercam”, disse Wander em um trecho, complementando:

“Eu estou aqui para prometer a vocês que será da mesma forma com o Vasco. Nosso principal objetivo é preservar a história e identidade do Vasco, enquanto asseguramos que o clube terá todas as ferramentas e estrutura para ser bem-sucedido, tanto dentro quanto fora de campo por muitos anos. Nós queremos trazer o Vasco de volta para onde ele pertence, um dos clubes mais importantes no Brasil, América do Sul e de todo mundo.”

Equipe técnica tem ex-City, ex-Tottenham, ex-Leicester…

Além da aquisição de clubes, a 777 Partners tem focado na contratação de profissionais de grande currículo no futebol internacional. Nos últimos meses, uma “espinha dorsal” de gerenciamento da cadeia de equipes da companhia foi formada.

Quem está à frente como CEO da 777 Football Group, por exemplo, é Don Dransfield, que foi chefe de estratégia do Grupo City por 12 anos. Ele ficará baseado em Londres (ING) e terá uma visão global do braço futebolístico da empresa.

Abaixo dele está o diretor-esportivo Johannes Spors, ex-Hoffeinhem (ALE) e Grupo Red Bull. No clube alemão, por exemplo, o executivo “descobriu” Roberto Firmino, hoje no Liverpool (ING). Já na companhia que leva a marca de bebidas energéticas, trabalhou no Leipzig e no Salzburg com nomes como Keita (Liverpool), Timo Werner (Chelsea), Upamecano (Bayern de Munique), entre outros.

Como diretor de análise de futebol foi contratado Mladen Sornaz, ex-Leicester City (ING). Ele será encarregado de formar uma equipe de cientistas de dados e analistas para fornecer informações e números aos clubes da companhia.

Para o cargo de gerente comercial, a 777 Football Group trouxe Aidan Mullally, ex-Tottenham. Ele terá um papel estratégico nos novos negócios da empresa.

Como chefe de parcerias estratégicas está à frente Sam Kline, ex-Vice Media Group, que foi considerada a maior empresa independente de mídia jovem do mundo, com 35 escritórios.

Diretores de futebol para cada clube

777 Football Group já possui Genoa (ITA), Standard Liège (BEL), Red Star (FRA) e 15% do Sevilla (ESP) - Divulgação / 777 Partners / Matix Advisors - Divulgação / 777 Partners / Matix Advisors

777 Football Group já possui Genoa (ITA), Standard Liège (BEL), Red Star (FRA) e 15% do Sevilla (ESP) Imagem: Divulgação / 777 Partners / Matix Advisors

A 777 Football Group também tem contratado diretores de futebol específicos para cada clube, que são orientados a reportar todo o planejamento de suas respectivas equipes para os diretores citados acima, além, é claro, dos executivos da holding como um todo. Assim tem sido feito com Genoa, Standard Liège e Red Star, com profissionais também com passagens por clubes importantes da Europa.

No Vasco esta estratégia também deverá ser adotada, mas a tendência é a que o cargo seja ocupado por algum prestigiado nome que já atua no futebol brasileiro ou sul-americano.





Asseguram que Vasco não será clube-satélite

777 Partners apresentou ao Conselho Deliberativo do Vasco a filosofia da 777 Football Group - Divulgação / 777 Partners / Matix Advisors - Divulgação / 777 Partners / Matix Advisors

777 Partners apresentou ao Conselho Deliberativo do Vasco a filosofia da 777 Football Group Imagem: Divulgação / 777 Partners / Matix Advisors

Embora esteja em expansão de sua cadeia de clubes, a 777 Partners garante que o Vasco não será um clube-satélite, nos moldes de como é feito no Grupo City com as equipes que cercam, por exemplo, o Manchester City. Entre as promessas firmadas pela holding na proposta vinculante está a de que o Cruz-Maltino será um “flagship” na América do Sul, expressão que se refere a algo como “carro-chefe”.

Após os R$ 700 milhões iniciais nos próximos três anos no Vasco, a 777 Partners assegura que o clube estará no top 5 do Brasil em investimentos no futebol.

US$ 9 bilhões em ativos em mais de 50 empresas

Em mais uma etapa na tentativa de dar transparência ao processo de venda da SAF para a 777 Partners, o Vasco realizará amanhã (13), às 19h, na Vasco TV, uma audiência pública com o objetivo de sanar dúvidas e fornecer informações a respeito do acordo.

As inscrições para participação foram abertas ontem (11) a sócios-estatutários e sócios-torcedores, de qualquer lugar do Brasil e do mundo, na plataforma Sócio Gigante. Para se inscrever o sócio resgatará um ponto de seu plano de sócios. Os 30 primeiros sócios a se inscreverem terão a participação confirmada. Quem não conseguir se inscrever seguirá tendo a possibilidade de apresentar suas dúvidas ou perguntas através do e-mail [email protected]

A Audiência Pública será conduzida pela Diretoria Administrativa, sem a participação da 777 Partners.

Fonte: UOL






Você pode gostar...