Na expectativa por jogo do Vasco contra o Cruzeiro, Nenê celebra Maracanã lotado: “Nossa torcida é inacreditável”




Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Com cerca de 65 mil ingressos vendidos, que confirmam o Maracanã lotado, a torcida do Vasco mostrou o tamanho de sua expectativa para o jogo contra o Cruzeiro, neste domingo, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Mas o sentimento dos jogadores é semelhante. Inclusive daqueles com mais experiência no futebol. É o caso de Nenê.

– Nossa expectativa é muito grande. É um grande clássico, grande jogo. Nossa torcida é inacreditável. Se tivessem 100 mil ingressos, iam esgotar também. Isso é muita coisa pra gente, uma motivação muito grande. O apoio está sendo incrível, e com certeza vamos continuar dando a vida dentro de campo e seguir correspondendo. Vai se um dos jogos mais bonitos de se ver deste início de Série B. Vamos buscar os três pontos em casa, que é o nosso objetivo – disse o camisa 10 em entrevista coletiva antes do treino desta sexta-feira.

Nenê em entrevista coletiva antes do treino do Vasco, nesta sexta-feira — Foto: Tébaro Schmidt

Nenê em entrevista coletiva antes do treino do Vasco, nesta sexta-feira — Foto: Tébaro Schmidt




Confira outros trechos da entrevista coletiva de Nenê

 

Campanha do Cruzeiro

 

O tanto de pontos que eles fizeram com certeza que é surpreendente. São sete pontos de distância da gente em tão poucas rodadas. Estão fazendo uma campanha muito boa, vai se um jogo de seis pontos. Nosso objetivo é tirar essa diferença para tentar chegar o mais perto possível. Primeiramente temos que nos distanciar do quinto colocado. Dentro de casa estamos conseguindo vencer os jogos e conquistar os resultados.

Dificuldade do jogo de domingo

 

O Vasco pode vencer qualquer um, sendo líder ou não. Primeiramente tem que ter isso na cabeça. Se mantiver os pés no chão, não desistir em nenhum momento e melhorar o jogo cada vez mais, isso que é o mais importante. Sempre pensar no próximo adversário, ver o que temos que neutralizar, os caminhos para conquistar as vitórias. Em qualquer jogo podemos ganhar se dermos tudo da gente.

Jogo no Maracanã

 

Me sinto bem (no Maracanã). São Januário também é uma outra coisa, fico muito feliz lá. Atmosfera é diferente, é um caldeirão mesmo. Vem sendo uma das nossas grandes forças, mas não estava cabendo todo mudo. Então para a alegria do torcedor… Estava tendo bastante reclamação por causa da capacidade do estádio, vai se uma coisa boa para todo mundo. Não estava sentindo falta assim (do Maracanã), mas com certeza estava com saudade. Espero que possa fazer um grande jogo.

Momento do time do Vasco

 

Com certeza (encaixou). Até falei que tinha que ter paciência, é um time novo. É fogo, a gente quer ganhar toda hora, jogar bem, mas sabe que não é assim. Conseguimos passar por toda essa turbulência, dúvida com relação à comissão, isso e aquilo. Não tem tempo, a gente está encaixado de uma maneira, vai melhorando. Aos poucos fomos entrosando, melhorando cada setor. Acontecia algum erro, a gente também melhorava, foi ajeitando o time. Acho que a gente conseguiu encaixar. E graças a Deus estamos dentro do nosso objetivo, que é o G4.

Saída de Zé Ricardo

 

Foi um choque para todos, ninguém entendeu nada. De manhã ninguém sabia. Chegou aqui na reunião, falei “ih aconteceu alguma coisa”. Vi ele daquele jeito, depois a gente conversou tudo. Ele disse que estava feliz pela saída dessa maneira, não queria sair agora. Foi muito difícil para seguir esse caminho que ele estava seguindo, início difícil, mas fiquei feliz por ele. Foi uma coisa boa para ele, para a comissão. Ele, Cleber, Fábio são pessoas extraordinárias, muito corretas. Ficamos felizes por ser uma saída positiva para ele. A gente ainda não tinha processado a notícia, ficamos meio assim… A gente é um grupo muito coeso, um busca ajudar o outro, tanto mais velhos quanto mais novos, quem chega depois também. E o Zé sempre falou isso, mais importante é que o Vasco é o grupo todo. Ele conseguiu passar isso, tanto que conseguimos manter isso sem ele no jogo. O Emílio já estava com a gente, sempre junto. Foi bom para manter esse caminho que a gente está, essa linha de trabalho.

Força da torcida do Vasco

 

Os torcedores são apaixonados. Eles fizeram tudo por esse clube, o clube é deles. É incrível o amor, a paixão, isso que me identificou muito também. Pela maneira que eles amam. Claro, eles cobram também, todo clube grande tem isso. Mas na hora que eles veem que o time está fazendo o mínimo, dando a vida, correndo, batalhando, é uma coisa sensacional. A força, o apoio que eles têm. Depois de uma, duas vitórias… Você vê que é uma coisa raiz mesmo, torcedor ama seu clube não importa a situação. Clube está de pé depois de tanta dificuldade e ainda vai crescer, muito por causa deles.

Ambiente do grupo do Vasco

 

Gosto da nossa alegria, nossa união, nossa determinação, de acreditar que a gente vai conquistar grandes coisas nesses clube. Um baita grupo legal, todo mundo se dá bem, todo mundo se ajuda. Vejo a alegria no rosto de todos de fazer um grande campeonato, individual e coletivamente para recompensar o que a torcida vem fazendo. Vejo essa gana de ganhar, de conquistar algo, de marcar um pouquinho o nome na história do clube.

Bom momento dos jogadores da base

 

É aproveitar esse ambiente, essa coisa da base num clube como o Vasco. Tem que deixar na mão dos caras que cuidam deles, ficar com a cabeça boa, em jogar bola, em melhorar. Eles podem chegar em lugares muito longe, mas ainda têm muito a crescer. A gente brinca bastante, mas na hora dessas conversas, digo “calma, aproveita isso aí, ainda pode melhorar muito”. Não está pronto assim. Eu tenho 40 anos e ainda tenho coisa para melhorar, imagina eles que são novinhos. Eles têm que entender isso vai passar e que eles têm que aproveitar.

Fonte: GE

Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina





Você pode gostar...