Menino de 13 anos passa 66 dias sozinho em casa com pais presos em lockdown de Xangai - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Menino de 13 anos passa 66 dias sozinho em casa com pais presos em lockdown de Xangai



Menino de 13 anos cuidou de animais de estimação e se alimentava com comidas por delivery Foto: Reprodução

XANGAI — Um chinês de 13 anos passou 66 dias sozinho em casa com seus animais de estimação após seus pais ficarem retidos em Xangai devido ao rigoroso confinamento na cidade. O casal viajou para a metrópole em 28 de fevereiro em busca de um tratamento médico para o pai do garoto, mas os dois só puderam retornar para Kunshan, onde moram, no final de abril.

Em pouco mais de dois meses sozinho, o adolescente participava de aulas online e cuidava de seu gato e seu cachorro de estimação, segundo o jornal Beijing Youth Daily. Ele reencontrou os pais na última sexta-feira, depois que o casal precisou ficar mais uma semana em quarentena na volta para casa.


A mãe do menino, identificada pelo sobrenome de Zhu, disse à mídia local que tanto seu filho quanto os animais engordaram em sua ausência. Ela contou que organizou entregas de comida para o filho, mas o serviço foi suspenso durante algumas semanas de abril, quando comunidades residenciais de Kunshan foram colocadas em quarentena para evitar a propagação da Covid-19.

Trabalhadores de gestão comunitária também ajudaram o garoto enviando almoços embalados. Nos finais de semana, Zhu ainda ensinava à distância o filho a cozinhar pratos simples. Foi inclusive um pedido do menino, cansado de comer refeições prontas e instantâneas. No retorno, o casal se deparou, no entanto, com a casa toda bagunçada e suja.

— Não havia lugar para nem mesmo colocarmos os pés no chão — disse Zhu, conforme o South China Morning Post. — Meu filho geralmente é muito preguiçoso, e acredito que muitos de seus colegas se saem melhor do que ele em termos de independência. Mas devo elogiá-lo, porque administrou bem a situação nos últimos dois meses. Ele nunca reclamou. Em vez disso, muitas vezes nos confortava.

Xangai está sob lockdown desde 1º de abril e, apesar de flexibilizações, ainda não há data para terminar. A medida foi adotada como parte da política da “Covid Zero”, com intuito de frear o avanço da variante Ômicron.

Fonte: Globo.com

Você pode gostar...