Justiça do RJ mantém prisão de madrasta suspeita de envenenar enteados



A madrasta está presa em Benfica, no Rio de Janeiro - Reprodução/Facebook

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu manter a prisão de Cíntia Mariano Dias Cabral, acusada de envenenar os dois enteados — Bruno, de 16 anos, e Fernanda, de 22. Cíntia está presa em Benfica, no Rio de Janeiro, desde sexta-feira (20). Na decisão, a defesa pedia a troca da prisão temporária pela prisão domiciliar, mas o pedido foi negado pelo juiz Rafael de Almeida Rezende em audiência de custódia.

A madrasta é investigada pelo homicídio de Fernanda e tentativa de homicídio contra Bruno. A suspeita de envenenamento ganhou força após um de seus enteados —Bruno, um adolescente de 16 anos— passar mal após comer na casa do pai no domingo (15). O jovem teve os mesmos sintomas apresentados pela irmã Fernanda Carvalho Cabral, 22 anos, que morreu em 28 de março.

Fonte: Uol.com

Você pode gostar...