Em campo do início ao fim, Gabriel Pec nota evolução física no Vasco: “É importante ter gás”


Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Em meio a trocas no setor ofensivo neste início de Série B do Brasileirão do Vasco, Gabriel Pec tem passado ileso ali na ponta esquerda. O atacante, escolhido para dar entrevista nesta segunda-feira, na reapresentação da equipe no CT Moacyr Barbosa, foi titular de oito dos nove jogos disputador até aqui na competição. E nota uma evolução física que vem o ajudando em campo.

Pec foi o autor do gol que garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o CSA, na sexta rodada, e vem de uma grande atuação contra o Brusque, na quinta-feira passada. Ele atuou 90 minutos das últimas quatro partidas do Vasco – contra o CSA, foi substituído justamente aos 45 minutos do segundo tempo.

– Realmente evolui na questão física. Termino os 90 minutos e, se precisar, posso jogar mais 45 minutos ou até 90 minutos. Graças a deus a capacidade física está muito boa, com o trabalho que vem sendo feito aqui, com academia, preparação física, nutrição. Estou evoluindo muito nisso – disse o atacante do Vasco.

“O jogo pode ser decidido no final do jogo. E é importante ter gás até o fim”, completou.

Entrevista de Gabriel Pec, do Vasco — Foto: Marcelo Baltar / ge

Entrevista de Gabriel Pec, do Vasco — Foto: Marcelo Baltar / ge

Gabriel Pec na Série B 2022:

  • 1ª rodada – Vila Nova – 90 minutos em campo
  • 2ª rodada – CRB – 45 minutos em campo
  • 3ª rodada – Chapecoense – 16 minutos em campo
  • 4ª rodada – Ponte Preta – 90 minutos em campo
  • 5ª rodada – Tombense – 69 minutos em campo
  • 6ª rodada – CSA – 90 minutos em campo
  • 7ª rodada – Bahia – 90 minutos em campo
  • 8ª rodada – Guarani – 90 minutos em campo
  • 9ª rodada – Brusque – 90 minutos em campo

 

Cria da base do Vasco, Pec vive um bom momento ao mesmo tempo em que a torcida parece ter abraçado o time, que assumiu a vice-liderança da Série B depois da última vitória em São Januário. Essa ficha vem caindo aos poucos para o jogador.

– Sempre tive esse sonho de jogar no profissional do Vasco. No jogo contra o Bahia, olhei para o Figueiredo e falei: “Olha isso, mano. Olha o que estamos vivendo”. É um sonho nosso, sempre trabalhamos para isso, e agora temos que desfrutar – disse ele, que projeta um jogo difícil contra o Grêmio na próxima quinta-feira, em casa:

– Acho que temos que encarar todos os jogos com maior compromisso. Na Série B não tem jogo fácil. Contra Bahia e Brusque, entramos com sangue nos olhos. E contra o Grêmio será do mesmo jeito para sairmos de São Januário com os três pontos – disse ele.

“Nosso grupo está bem fechado, a gente trabalha bastante. O Grêmio é um clube com uma camisa muito grande como o Vasco. É um jogo de seis pontos. Queremos vencer como foi contra o Bahia. Mas temos que manter os pés no chão. Ainda falta muita coisa ainda”, concluiu.

Globo Esporte: Vasco enfrenta o Grêmio no meio de semana

Veja mais da entrevista de Gabriel Pec:

 

Pressão diminuiu?

– Nossa torcida sempre demonstra uma força muito grande. Graças a Deus está tudo dando certo. Estamos entrando mais confiantes nas partidas. Nosso grupo está bem fechado, estamos mais confiantes em campo.

100 jogos no profissional

– Fico muito feliz por isso. É uma vitória pessoal para mim. Sempre trabalhei para isso. Cheguei aos 8 anos no Vasco e já fiz mais de 100 por esse clube gigante. Nunca deixei de acreditar. Sempre trabalhei bastante. E graças a Deus estou colhendo os frutos.

777 Partners

– Estamos muito focados nos jogos, mas claro que ficamos sabendo das notícias. Acho que tem que acontecer o que for melhor para o Vasco. É isso que eu torço para acontecer.

Fonte: Ge


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina


Você pode gostar...