‘Pantanal’: Maria Marruá vira onça para proteger Juma da morte


Saiba tudo sobre novelas! Se prepare para a nova novela das 9, entre no Grupo no facebook. Entre no Grupo de Novelas e famosos no Facebook Clique aqui

Em 'Pantanal', Maria Marruá (Juliana Paes) vira onça para proteger Juma da morte — Foto: TV Globo

Em ‘Pantanal’, Maria Marruá (Juliana Paes) vira onça para proteger Juma da morte — Foto: TV Globo

Você se lembra que Maria Marruá (Juliana Paes) fez promessa de se jogar no rio caso engravidasse? Pois ela engravidou, tentou se afogar e foi salva por Gil (Enrique Diaz). Mas não esqueceu a jura e quando deu à luz Juma quis que Deus levasse a menina.

Em 'Pantanal', Maria Marruá (Juliana Paes) pega uma canoa, decidida a se livrar do filho que está para nascer — Foto: TV Globo

Em ‘Pantanal’, Maria Marruá (Juliana Paes) pega uma canoa, decidida a se livrar do filho que está para nascer — Foto: TV Globo

Sem dizer nada a Gil, Maria, prestes a parir, pega uma canoa decidida a pôr fim em todo o seu sofrimento.

“Nasce… Nasce! Que num vô te carrega comigo pro resto da vida… Ocê é filho de Deus, e é pra ele que eu vô lhe entrega! Nasce…Nasce, fardo que eu num pidí! Nasce!!”

“Quero sofrê tudo agora, pra num tê nunca mais que chorá nessa vida mardita! Filho é só dor e sofrimento… E eu num quero mais sofrê… Eu num ‘guento mais tanto sofrê!!! Num ‘guento!!!”, implora.

 

Em 'Pantanal', Maria Marruá (Juliana Paes) dá à luz Juma no meio do rio — Foto: TV Globo

Em ‘Pantanal’, Maria Marruá (Juliana Paes) dá à luz Juma no meio do rio — Foto: TV Globo

Gil estranha o sumiço da mulher e vai à procura dela, que a essa altura deu à luz uma menina.

“É minina, minha Nossa Senhora… É minina… Antes que eu queria tanto tê uma… E ocê só me chega agora…Eu ia lhe chamá de Juma… Mais…Se Deus botô no meu caminho, Ele que carregue!”, diz ela convicta em se livrar da filha.

Uma sucuri à vista

A retirante a enrola em trapos e, sem um beijo de despedida, a deita no fundo da canoa e deixa a correnteza levar. Porém, Maria vê uma sucuri se aproximando da canoa. Ela sente que a filha corre perigo e se desespera, indo atrás da canoa.

Gil ouve os gritos da mulher e tenta atirar na sucuri, mas Maria o impede dizendo que ele vai acertar na própria filha.

“Ela tá c’o a nossa fia… Ela tá c’o a minha filha… Ela tá… C’o a minha Juma!”, brada Maria, que consegue alcançar a canoa.

Mulher-onça

Ela entra no barquinho e enfrenta a cobra. A sucuri dá o bote em Maria, que se transforma em onça para defender a cria. Diante do olhar incrédulo de Gil , ela luta para se desvencilhar do abraço mortal da sucuri. A onça apanha Juma, salta da canoa e nada para a beira do rio.

Sem entender o que aconteceu, Gil vê a onça nadar com o bebê na boca para a margem e, nesse sobe e desce do animal, Maria voltar a “ser gente”, perdendo a força e afundando.

Fonte: Gshow

Você pode gostar...