Vasco está confiante em poder ter os documentos prontos da SAF até junho


Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

https://www.lance.com.br/files/article_main/uploads/2022/03/10/622a81ecbe610.jpeg

A diretoria do Vasco tem acelerado o processo para concluir o acordo de venda da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) para o fundo 777 Partners. A ideia é estar com as auditorias concluídas e os acordos prontos para quando houver as votações da assembleia geral para aprovar a negociação, prevista para junho. Assim, se a resposta for positiva, o processo iria terminar na sequência.

Vasco e 777 Partners assinaram até agora um acordo não vinculante para venda da SAF. Os principais termos da negociação são o investimento de R$ 700 milhões em troca de 70% das ações da SAF. Além disso, o fundo assume a responsabilidade sobre a dívida.

A partir desse acordo inicial, já foi aprovado no Conselho Deliberativo primeiro empréstimo —que se transformará em compra de ações— de R$ 70 milhões.

Está em curso um processo de “due dillegence” para verificação de todos os dados financeiros das duas partes. Mas a diretoria vascaína entende que essa etapa está acelerada porque o clube já levantou todos os dados sobre seus débitos anteriormente, inclusive com acordos na Justiça. A previsão é de que, no balanço de 2021, aparece um débito líquido de R$ 710 milhões.

Entre os dirigentes vascaínos, há a certeza de que o débito não será um problema.

Além disso, estão em conversas outros pontos estratégicos para o futuro do Vasco. Entre eles, está o uso dos R$ 70 milhões, o organograma de gestão futuro do Vasco e questões como Liga, Maracanã e São Januário.

O clube tem interesse em atuar no Maracanã, como já deixou claro seu presidente Jorge Salgado. E, no caso de São Januário, o estádio ficaria com o clube com pagamento de aluguel por 25 anos pelo acordo inicial.

Como as conversas têm andado bem, o Vasco está confiante em poder ter os documentos prontos até junho. A necessidade de rapidez da SAF é também pelo impacto na campanha na Série B. Assim que o acordo for oficializado, entrariam R$ 120 milhões para a empresa.

Há uma questão, no entanto, o Vasco não poderá transferir seu futebol oficialmente para a SAF no meio do ano. Pela regra criada pela CBF, essa transferência só pode ocorrer no período do final de uma temporada antes de começar a outra. No caso de Cruzeiro e Botafogo, foi permitido que concluíssem o processo antes do início das competições nacionais. Disputaram os Estaduais como associações.

Uma parte da oposição do Vasco tem feito campanha contra a SAF. Mas outros grupos de oposição têm votado de forma favorável ao projeto para a aprovação do empréstimo inicial ao clube.
Fonte: Coluna Rodrigo Mattos – UOL
Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...