Zé cita carências no elenco do Vasco, lamenta gols perdidos e aprova atuação: "Melhor partida que fizemos" - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Zé cita carências no elenco do Vasco, lamenta gols perdidos e aprova atuação: “Melhor partida que fizemos”


Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Foi em São Luís, no Maranhão, que o Vasco de Zé Ricardo conheceu a primeira derrota da temporada. O time de São Januário perdeu para o Botafogo, no clássico deste domingo à noite disputado no estádio Castelão – 1 a 0, gol de Erison, na primeira etapa.

O treinador vascaíno fez análise da derrota para o Alvinegro. Ele disse que houve oportunidades da equipe empatar, mas lamentou as chances desperdiçadas. Zé Ricardo também se queixou de desatenção momentânea que custou o gol do adversário e o resultado.

– É uma montagem do trabalho. Hoje completamos 40 dias juntos. Acho que a equipe evoluiu em vários aspectos. Lógico que tem sempre coisas para melhorar, mas um clássico em que nossa equipe, principalmente no segundo tempo, criou bastante oportunidades. Aproveitando o campo que o Botafogo deu. Basicamente só jogou nos contra-ataques. Tivemos inúmeras oportunidades, com chance de empatar e quem sabe até virar – destacou o comandante.

– O ensinamento que a gente leva para a temporada é que, nas oportunidades que criarmos, temos que aproveitar. Tivemos chances no primeiro tempo, não aproveitamos. Num lance que acho que a equipe desconcentrou um pouquinho, acabou pedindo toque de mão num lance que não aconteceu e na transição acabou se desligando um pouco e sofremos o gol. São as lições, mas satisfeito com empenho de todo o grupo. Todos se dedicaram ao máximo, isso a gente não pode reclamar. Então é analisar bem a partida e nos prepararmos para a sequência do Carioca – disse Zé Ricardo.

Vasco x Botafogo em São Luís, no Maranhão — Foto: Thiago Limas/AGIF

Vasco x Botafogo em São Luís, no Maranhão — Foto: Thiago Limas/AGIF

Leia mais:

Questionado sobre os números da defesa – apenas três equipes sofreram mais gols do que o Vasco -, Zé tentou contextualizar o tema e opinou que é outra parte da evolução que enxerga no time. Lembrou, novamente, do pequeno período de treinos, da chegada de jogadores que formaram um grupo novo e disse que a equipe vai seguir rumo de melhorias.

– Lógico que números são números. Acho que estamos em evolução, na partida passada não sofremos gol. Hoje sofremos um, mas é um clássico. Nesse ponto estamos buscando crescimento, mas a zaga não se resume ao Anderson, ao Ulisses, é todo processo, equilíbrio da equipe. Como falei, no gol perdemos um pouco a concentração, pedimos pênalti no lance anterior. E acabamos descuidando um pouco na nossa transição defensiva e o jogador do Botafogo apareceu realmente livre na área. Isso são etapas de processo de reconstrução. Como falei, estamos com 40 dias de temporada, de treinos, 14 jogadores novos, não é da noite para o dia que vamos acertar tudo. Mas estamos brigando pela liderança do campeonato, vamos tentar descansar, recuperar a equipe para quinta encarar o Bangu – comentou o treinador.

Por fim, Zé Ricardo citou carências existentes no elenco (sem especificar quais) e disse que a solução para isso é o time jogar de maneira mais compacta.

– Entendo que o Vasco tem que jogar com a equipe junta para suprir algumas carências que esse elenco ainda tem. Em virtude dessas condições, o time tem que sair bem organizado a partir da saída de bola. Quando conseguimos fazer isso, até em virtude de o Botafogo ter baixado as linhas no segundo tempo, nós conseguimos ter a possa de bola e criar as oportunidades. Logicamente que íamos sofrer contra-ataques, o Botafogo tem jogadores de velocidade. A gente precisava realmente de uma posse de bola qualificada para criar espaços e chegar à finalização. Chegamos a 20 finalizações no jogo todo, dentro daquilo que dava para fazer – disse o treinador.

– O Gatito realmente fez uma boa partida, tirou bolas importantes, tivemos bola na trave, o lance do Riquelme que a bola foi por cima. Claro que, quando a vitória não vem, sempre aparece mais crítica, erros, mas entendemos que temos que valorizar a atuação coletiva, principalmente no segundo tempo. O sincronismo e o entrosamento ainda precisam melhorar – completou.

Leia mais da coletiva de Zé Ricardo

 

Opções da base no banco

– O Vasco como qualquer grande equipe está sempre atento para oportunuidades, mas todos sabem da dificuldade que tivemos para montar esse grupo. Mas a gente ainda busca pelo menos mais um atacante de beirada para poder seguir no Carioca e quem sabe até contar com ele para a Copa do Brasil. Essa semana chegaram alguns jogadores para a gente, casos do Quintero, do Luiz Henrique, e certamente com a volta do Vitinho, do Yuri Lara, quem sabe possamos ter jogadores com característica que ainda não temos. Em relação aos jogadores da base, o Vasco tem trabalho de excelência na base, não à toa que sempre chega nas competições nacionais. A maioria das vezes brigando pelo título. Nosso dever é olhar com carinho. Mas sem dúvida nenhuma não me preocupo excessivamente com isso. Quando a gente faz as substituições é aquilo que a gente treina, aquilo que a gente pede para eles. Quando fala em entrar três dos quatro serem da base, acaba sendo consequência do que eles fazem durante a semana nos treinos.

Objetivos no Carioca

– O Carioca é um pouco de tudo, serve para observar elenco, fazer avaliação mais profunda do que a gente precisa. Primeiro objetivo o Vasco quer se classificar para as finais, terminar entre os quatro, e também se preparar para a temporada. Vai ser temporada dura, tanto na Copa do Brasil como na Série B. Sem dúvida nenhuma vamos tentar brigar por tudo que é possível. Não à toa até o início da rodada éramos os líderes da competição, continuamos ali na parte de cima e sem dúvida classificar é objetivo. Até porque vai dar para a gente, certamente, pelo menos mais dois grandes jogos que vão servir para balisar nosso elenco, aquilo que a gente quer preparar de principal de competição da série B, sem dúvida o que a gente mais precisa se preocupar.

Saldo após primeiro grande teste

– Apesar de o Botafogo ter alguns desfalques importantes, eles são uma equipe muito bem arrumada, desde a arrancada no ano passado na Série B. Eles também brigavam pela liderança do Carioca, até a rodada passada eram os líderes. Então, apesar dos desfalques, é uma equipe muito mais madura que a gente. Sobre a questão dos reforços, a gente até comentou isso, temos que valorizar muito nosso grupo. O que esse grupo de atletas trabalha, o que esse grupo de homens trabalha e vem trabalhando com o intuito de reerguer o Vasco da Gama e de colocá-lo em seu devido lugar é impressionante. Só tenho que parabenizá-los, enaltecê-los. Foi a primeira derrota do ano, mas tivemos oportunidade de vencer a partida. Na minha avaliação como treinador, foi a melhor partida que nós fizemos, até por se tratar de um clássico. Por mais que a gente cobre concentração em todos os jogos, um clássico é muito mais motivante, não precisa nem falar muito. Com exceção do início do jogo, logo em seguida tomamos o gol, o Vasco foi bem ativo no jogo, tomou conta das ações, teve chances claras de empatar e, quem sabe, até virar. Nós gostaríamos de manter a invencibilidade, o Botafogo foi feliz nas poucas finalizações que teve e soube segurar o resultado. Tem jogadores experientes, como o Gatito e o próprio Carli. Infelizmente foram só cinco minutos de acréscimos. Enfim, vai fazer parte do processo esse tipo de jogo. Que bom que a gente não saiu da parte de cima da tabela do Carioca.

Comportamento da equipe após derrota

– Derrota é sempre chata, ruim, principalmente da maneira como foi. Quando a gente é derrotado jogando mal, pessoal fica chateado duas vezes. Mas entende a maneira que perdeu. Mas hoje acho que a gente não fez partida ruim. Tivemos momento de muita superiodade ao Botafogo, principalmente no segundo tempo, até pela maneira como o Botafogo esperou o jogo e partiu para os contra-ataques. Mas é isso que a gente vai brigar com eles, cobrar deles, consistência, regularidade, que a gente consiga fazer jogo de forma mais linear durante as partidas. Entendendo também que o adversário também tem suas estratégias, suas armas. Foi clássico bem jogado, a gente lamenta a derrota, mas já temos que nos preparar para quinta, na próxima partida.

Fonte: Ge

Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...