Padre denuncia retirada de colchões e cobertores de moradores de rua de SP


Coordenador da Pastoral do Povo de Rua de São Paulo, o padre Julio Lancellotti publicou nas redes sociais uma série de denúncias contras as ações da zeladoria urbana da Prefeitura de SP na retirada de pertences de moradores de rua na região do Centro da capital paulista. Na quinta-feira (20), moradores tiveram seus pertences confiscados na região da Praça da Sé.

Agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM) participaram da ação com a zeledoria. Pelas imagens é possível ver colchões sendo retirados e moradores de rua reclamando posse dos pertences colocados dentro do caminhão.

A vereadora Erika Hilton (PSOL) também repostou o vídeo do padre Julio mostrando a apreensão. Ela já tinha entrado com um ofício na Subprefeitura da Sé sobre denúncias de munícipes residentes no Centro informando sobre as ações ilegais de zeladoria urbana no local.

Erika Hilton pediu ao Ministério Público do Estado de São Paulo que apure as denúncias dos moradores do Centro e também recomende a suspensão da retirada de pertences das pessoas da Praça da Sé.

g1 procurou a Prefeitura de São Paulo, mas até a publicação desta reportagem não teve retorno.

Fiscais da Prefeitura de São Paulo retiram colchão de moradores de rua da Praça da Sé, no Centro de SP. — Foto: Reprodução

Fiscais da Prefeitura de São Paulo retiram colchão de moradores de rua da Praça da Sé, no Centro de SP. — Foto: Reprodução

Fonte: G1.com

Você pode gostar...