VÍDEO: carro de segurança de vereador é fuzilado em Duque de Caxias - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

VÍDEO: carro de segurança de vereador é fuzilado em Duque de Caxias


https://brasil.perfil.com/wp-content/uploads/2021/12/homem-morre-ao-ter-carro-fuzilado-em-caxias.jpg

Um vídeo divulgado pela Polícia Civil mostra um carro de um homem sendo fuzilado em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Glaucio Ferreira, conhecido como Kevin, morreu. Segundo testemunhas, ele era assessor e segurança do vereador Cláudio Thomaz.

O crime aconteceu no dia 10 de dezembro. Segundo a polícia, o carro foi atingido por 63 tiros.

No vídeo, é possível ver que o atirador sai de um Onix Preto, clonado, e atira contra a BMW blindada da vítima usando um fuzil 5,56 e uma pistola .45. A ação dura mais de um minuto, como mostra o vídeo obtido pelo g1.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense investiga o caso.

Violência

 

Segundo um levantamento do Grupo de Investigação da Unirio, mais de 30 pessoas que trabalhavam diretamente na política fluminense foram assassinadas nos últimos cinco anos. A pesquisa revelou que, desde 2020, foram 19 execuções de pré-candidatos, vereadores, ex-vereadores e assessores.

Apenas em Duque de Caxias, em pouco mais de seis meses, três vereadores foram mortos de forma violenta na cidade: Alexsandro Silva Faria, o Sandro do Sindicato; Joaquim José Quinze Santos Alexandre, o Quinzé; e Danilo Francisco da Silva, o Danilo do Mercado. No caso de Danilo, o filho dele, Gabriel da Silva, de 25 anos, também foi morto.

Na época, o secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, afirmou que as investigações apontavam para casos separados, sem ligação entre si.

Em outubro, o carro do deputado federal Gutemberg Reis (MDB), irmão do prefeito de Duque de Caxias, foi alvo de tiros no bairro da Mantiqueira. Ele não estava no veículo no momento dos disparos.

No mesmo mês, o carro do prefeito Washington Reis (MDB) também foi alvo de tiros. Ninguém ficou ferido. A Polícia Civil investiga o caso. Por enquanto, está descartada uma motivação política.

Quem tiver informações sobre a morte de Glaucio Ferreira pode entrar em contato pelo telefone (21) 98596-7442 (WhatsApp).

Fonte: G1.COM

Você pode gostar...

Close