Perícia aponta que trabalho no Vasco agravou lesões de Breno; Justiça marca audiência - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Perícia aponta que trabalho no Vasco agravou lesões de Breno; Justiça marca audiência


Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

A rotina de treinos e jogos no Vasco agravou as lesões sofridas por Breno. Esta é a conclusão da perícia médica feita no ex-zagueiro, a etapa mais recente do processo judicial no qual ele cobra R$ 13 milhões em salários e demais direitos trabalhistas em atraso e indenização por acidente de trabalho.

O caso teve início em março e agora se aproxima da reta final. A juíza Kiria Simões Garcia, da 71ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, marcou audiência para 12 de julho e poderá proferir a sentença ainda em 2022.

Breno deixou o Vasco no final de 2020 — Foto: Paulo Fernandes / Vasco

Breno deixou o Vasco no final de 2020 — Foto: Paulo Fernandes / Vasco

Breno começou a trajetória em São Januário em 2017, emprestado pelo São Paulo. O contrato terminaria em dezembro e, um pouco antes, o então atleta teve a primeira lesão no joelho esquerdo poucos dias depois. Em janeiro de 2018, as partes acertaram novo vínculo que iria até o final de 2020. Neste período, ele passou por outras quatro cirurgias (três no joelho esquerdo e uma no direito).

A defesa do ex-zagueiro, ao ingressar com a ação, alegou que Breno sofreu acidente de trabalho e que, por isso, o contrato deveria ter sido prorrogado. Ao se manifestar no processo, o Vasco alegou que as lesões tinham origem no passado da carreira do seu agora ex-funcionário e solicitou a perícia.

Trecho do relatório feito pelo médico perito que avaliou Breno — Foto: Reprodução

Trecho do relatório feito pelo médico perito que avaliou Breno — Foto: Reprodução

Em 20 de outubro de 2021, o médico perito judicial José Roberto Portante, emitiu relatório após avaliar Breno (leia acima). Segundo ele, o caso não configurou “acidente do trabalho típico, uma vez que não se trata de condição fortuita, mas sim corriqueira.” Mas também apontou que a atividade desempenhada no clube “contribuiu para o agravamento de suas lesões estando estabelecido o nexo apenas de concausalidade”.

– Pedimos o reconhecimento de acidente de trabalho do nexo causal ou concausal. Para o reconhecimento das indenizações que pleiteamos, tanto um quanto outro bastam. Foi reconhecido o nexo concausal, ou seja, a lesão foi agravada no trabalho do Breno para o Vasco, o que é suficiente para o reconhecimento das indenizações – disse o advogado Filipe Rino, que representa Breno.

A audiência de julho servirá para produção de provas e depoimentos de Breno e testemunhas. Por ora, nenhuma decisão definitiva foi tomada pela magistrada.

A última partida de Breno pelo Vasco ocorreu em 9 de agosto de 2018, quando participou da vitória por 1 a 0 sobre a LDU pela Sul-Americana. O jogador não atuou nas temporadas de 2019 e 2020.

Fonte: GE

Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close