Com três negociações avançadas, Palmeiras arma pacote de reforços para início da gestão de Leila


Leila Pereira assume a presidência do Palmeiras na próxima quarta-feira, e a nova mandatária já terá um pacote de reforços neste início de gestão. O clube avançou em três negociações no fim de semana: com o goleiro Marcelo Lomba, o zagueiro Valber Huerta e o meio-campista Eduard Atuesta.

Embora ainda não tenham ocorrido anúncios destas contratações, o Verdão vai acertar com Lomba por um ano, Huerta por quatro anos e Atuesta com vínculo mais longo, de cinco temporadas.

Lomba, Atuesta e Huerta serão anunciados em breve pelo Palmeiras — Foto: ge

Lomba, Atuesta e Huerta serão anunciados em breve pelo Palmeiras — Foto: ge

Lomba, aos 34 anos, chega para se tornar o reserva imediato de Weverton, que frequentemente desfalca o Verdão por convocações para a seleção brasileira. O clube entende que ao trazer o goleiro será possível continuar a evolução de Vinicius Silvestre, que tem 27.

Huerta é mais um jogador captado no mercado sul-americano, uma receita de sucesso recente no Palmeiras, também com mais idade: 28 anos. Além de ser um zagueiro canhoto, opção que o técnico Abel Ferreira pede desde o início da temporada, o chileno é visto como um nome que dará mais experiência e ajudará no desenvolvimento de mais novos, como Renan.

Atuesta, por fim, é o nome mais conhecido do palmeirense, pois já foi um alvo do clube na última janela de transferências. O meio-campista de 24 anos de idade conta com o aval de Abel e chega para um setor que já não contará com Felipe Melo, e Danilo Barbosa está emprestado apenas até dezembro. Ele não deve permanecer, também.

O Verdão começou o mercado de transferências movimentado e deve fazer mais mudanças do que no início da temporada, inclusive em saídas.

Com a estratégia definida de não investir em medalhões, o Palmeiras já começou a montar o elenco que terá como primeira grande competição o Mundial de Clubes, em fevereiro. A Fifa já comunicou informalmente que vai liberar a inscrição de novos atletas.

Além dos três reforços encaminhados, há outras situações a se resolver na janela, especialmente no ataque. Abel Ferreira pediu na última temporada a contratação de um centroavante, mas teve apenas a reintegração de Deyverson, que por enquanto tem vínculo apenas até junho. Além disso, Luiz Adriano não deve permanecer.

Fonte: GE

Você pode gostar...