Pássaro diz que Nenê mudou ambiente do Vasco e projeta 64 pontos para o acesso: "Não tem desculpa para não subir" - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Pássaro diz que Nenê mudou ambiente do Vasco e projeta 64 pontos para o acesso: “Não tem desculpa para não subir”

Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Alexandre Pássaro, executivo de futebol do Vasco, afirmou que a contratação de Nenê ajudou a mudar o ambiente de trabalho e que o clube não tem desculpa para não subir à Série A. As declarações foram dadas em entrevista ao podcast Rolou o Melão, da ESPN.

Na quase uma hora de entrevista, o dirigente, entre diversos assuntos, detalhou a contratação do meia, que anteriormente defendia o Fluminense. A explicação começou pelo plano de formação do elenco.

– Em março, quando aprovamos o plano do futebol com o presidente (Jorge Salgado), apresentei momentos que seriam chave na montagem do elenco. Primeira montagem no Carioca, algumas peças novas no Brasileiro, no meio da janela reposição para perdas e ajuste final em agosto. Foi o que fizemos. Trouxemos o Walber pelo doping do Miranda, trouxemos o Sánchez pois perdemos Morato por Covid e identificamos a necessidade. E o Nenê acabou sendo uma peça… a gente tinha o Marquinhos Gabriel e o Sarrafiore, então, o Nenê não foi só uma peça, mas a figura. Ele serviria em qualquer desses momentos, mas acabou sendo viável nesse período agora – contextualizou, para finalizar:

– A gente viu no Nenê uma figura para ajudar a mudar o ambiente. Ele muda vestiário, ele fala com o árbitro, ele chama a marcação, ele treina como se fosse um menino. Ele tem alegria para jogar que é contagiante. Quem está do lado dele, eu acho, não se dá o direito de ter um dia ruim. Quando apareceu o Nenê, a gente não teve dúvida. Atrasou um pouco pois o Lisca ainda não tinha a convicção de que era necessário, e aqui a gente respeita e trabalha em conjunto. Com o Diniz, a coisa se acelerou e gera resultado.

Alexandre Pássaro e Nenê na apresentação do meia no Vasco — Foto: Rafael Ribeiro / Vasco

Alexandre Pássaro e Nenê na apresentação do meia no Vasco — Foto: Rafael Ribeiro / Vasco

Em cinco jogos pelo Vasco, Nenê soma dois gols e duas assistências. A chegada dele e de Fernando Diniz fizeram o clube melhorar na tabela e voltar a sonha com o acesso – o técnico está invicto, com três vitórias e dois empates. Em sexto, com 43 pontos, tem cinco atrás do G-4. Se ganhar do Sampaio Corrêa, sábado, a diferença cai para dois. Faltam dez rodadas para o término da competição.

– Internamente, todo mundo fala em acesso. A gente não tem desculpa para não subir o Vasco. É difícil ganhar sete em 10 jogos? Sim, é. Mas por que não? É o Vasco. Eu acho que a gente não pode duvidar da nossa capacidade de mobilização do nosso trabalho e da torcida – afirmou Pássaro.

Nas contas do dirigente, 64 pontos seriam suficientes para conquistar uma das quatro vagas na Série A.

– A gente sabe também que essa Série B está sendo uma das mais equilibradas dos últimos ano. Tem muita gente perdendo ponto, e o sobe e desce da tabela está sendo muito intenso, tirando o Coritiba que está bem praticamente desde o começo. O que isso vai refletir no final da competição, a gente ainda não sabe. Para não correr riscos, a gente quer chegar no final com 64 pontos – destacou.

Fonte: GE

Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close