Há vida sem Nenê? Com participação em 10 dos 11 gols do Vasco com Diniz, meia não pega o CSA; veja opções - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Há vida sem Nenê? Com participação em 10 dos 11 gols do Vasco com Diniz, meia não pega o CSA; veja opções


Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Há vida sem Nenê? É essa pergunta que o torcedor do Vasco se faz para o jogo contra o CSA, sexta, em São Januário, quando não terá o camisa 77 pela primeira vez. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o veterano não jogará após uma sequência de oito jogos desde sua chegada.

Mas Nenê é fundamental? A bola e os números mostram que sim. Desde que estreou, em setembro, ele foi o dono do time, mudou a cara do Vasco na competição e participou, direta ou indiretamente, de 10 dos 11 gols da equipe de Fernando Diniz.

Diniz: “Nosso grande protagonista”

 

Após o empate com o Náutico, neste domingo, Fernando Diniz falou sobre a importância de Nenê para o Vasco e sobre a difícil missão de encontrar um substituto para o jogo contra o CSA, na próxima sexta, em São Januário.

– O Nenê de fato tem sido o nosso grande protagonista, ele chegou de maneira especial, com intimidade com o nosso torcedor e com a instituição. Ele vem produzindo muito em todos os jogos. Tanto na questão de decidir os jogos, quanto na liderança e também na ajuda ao sistema defensivo. Eu já estou pensando, obviamente é muito precoce, mas temos algumas possibilidades. Durante a semana vou procurar escolher o substituto – ressaltou o treinador.

A opção natural talvez fosse Sarrafiore, meia de origem. O argentino, no entanto, operou o joelho e não joga mais nessa temporada. Abaixo listamos as opções do treinador para a vaga de Nenê.

Andrey é o favorito

 

A volta de Andrey ao time parece ser a opção mais provável. Titular nos primeiros jogos com Fernando Diniz, o volante perdeu a posição após uma lesão na coxa, mas entrou no segundo tempo diante do Náutico.

Caso Andrey seja o escolhido para formar dupla de volantes com Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel seria adiantado e teria mais liberdade para chegar ao ataque. Ele não vinha bem na posição, era alvo de críticas, mas está acostumado com a função.

Opção com Andrey — Foto: ge

Opção com Andrey — Foto: ge

Recuar Pec ou Morato e usar mais um atacante

 

Por se tratar de um jogo em São Januário, Diniz poderia manter a estrutura do meio de campo com Bruno Gomes e Marquinhos Gabriel e recuar um dos atacantes para a função de meia. Neste caso, abriria espaço para Léo Jabá ou Daniel Amorim, o que deixaria, ao menos no papel, o time mais ofensivo. O problema é que Morato e Gabriel Pec já foram testados como meias nesta temporada por Marcelo Cabo, mas nenhum dos dois correspondeu na função.

Opção de Diniz com mais um atacante — Foto: ge

Opção de Diniz com mais um atacante — Foto: ge

Galarza ou MT

 

Opções menos prováveis. Titular durante o início da temporada, Galarza poderia ajudar um dos volantes na marcação, ao mesmo tempo que tem mais qualidade para eventualmente colaborar com Marquinhos Gabriel no setor de criação. O paraguaio, no entanto, corre muito por fora. Ele ainda não entrou em campo com Fernando Diniz.

MT é outro que, por características, poderia ganhar uma chance. Após despontar bem no início da Série B, voltou para base, ao lado de Juninho, por questões disciplinares. Recuperou espaço e vem sendo um dos destaques do sub-20. Fernando Diniz o convocou para um período de observação nos treinos, ao lado de Caio Eduardo. MT chegou a entrar no segundo tempo contra o Coritiba, mas não foi relacionado contra o Náutico.

Outros nomes como Figueiredo, João Pedro e Romulo correm por fora, mas são extremamente improváveis.

Opção do Vasco com MT ou Galarza — Foto: ge

Opção do Vasco com MT ou Galarza — Foto: ge

Fonte: GE
Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close