Vasco se aproxima de acordo para reduzir dívida tributária em 50% - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Vasco se aproxima de acordo para reduzir dívida tributária em 50%

Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Acordo com Procuradoria Geral da Fazenda irá reduzir dívida trabalhista e fiscal do Vasco em 50%; Expectativa do balanço de fim de ano é de lucro próximo aos R$ 100 milhões

No dia 9 de julho, por meio do jornalista Tiago Taam junto ao Papo na Colina, foi revelado com exclusividade de que o Vasco estaria próximo de um acordo com a PGFN para uma redução drástica de mais de 50% das dívidas fiscais do clube. Como o acordo ainda corria risco de não acontecer, optamos por retirar a matéria do ar até que o mesmo fosse sacramentado.

Apesar da atual fase do Vasco no futebol não ser das melhores, o torcedor vascaíno terá um motivo para sorrir nesta segunda-feira (27). Mirando um projeto de reconstrução, a diretoria vascaína fechou um acordo com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), que irá cortar 50% de suas dívidas tributárias. Tal acordo será de suma importância para um futuro mais “limpo” do clube.

Além disso, o balanço semestral vascaíno veio com boas novidades. De acordo com o clube, o Vasco obteve um superávit milionário nesses primeiros 6 meses do ano. Vale lembrar que no primeiro trimestre, o cruzmaltino obteve R$ 5 milhões de déficit, mas após o revés do primeiro trimestre, a diretoria tinha sua “carta na manga”. Para saber mais, leia abaixo e entenda:

Vasco e Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional

A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, é a responsável por fazer cobranças em relação a dividas tributárias, FGTS, imposto de renda, INSS e mais órgãos governamentais. Sendo assim, a PGFN é a fiscalizadora número um nesse sentido. Enxergando o acordo feito pelo Cruzeiro como espelho para sua renegociação de dívidas, o Vasco está muito próximo de conseguir um ótimo acordo para sair de sua atual situação. Em outubro de 2020, o Cruzeiro conseguiu um acordo muito vantajoso com a PGFN: Toda sua dívida tributária foi reduzida em 45%, fazendo um plano de pagamento de R$ 350 mil nos 12 primeiros meses. Já o Vasco conseguiu um acordo, que virá a público em agosto, ainda melhor que seu rival mineiro, mas para isso foram necessárias algumas garantias.

Dentro desse cenário, a divida tributária e fiscal do Vasco, hoje, gira em torno de R$ 350 milhões. Para dar demonstração de que a PGFN poderia confiar no Vasco, a primeira pendência paga pelo clube após a venda de Talles Magno, foi de um acordo feito em dezembro de 2019, na qual livrou o clube de uma penhora de R$ 22 milhões, tornando um acordo substituto do mesmo, que seria pago de dezembro de 2020 até 2025.

Dessa maneira, após algumas garantias e pagamentos feitos para a PGFN, o Vasco fechou um acordo com o órgão, que irá abater suas dívidas tributárias e fiscais em 170 milhões de reais. Sendo assim, o passivo, que antes era de R$ 350 milhões, será em torno de R$ 170 milhões. Tal valor estipulado ainda havia sido potencializado perto dos R$180 milhões de reais, mas devido ao clube ser incapaz de realizar o pagamento mensal de tal acordo, o pacto teve de ser reduzido.

Para o acordo obter uma resposta positiva, a PGFN pediu ao Vasco, como garantia, um pagamento de R$ 5 milhões do Fundo de Garantia em atraso do clube. Dessa forma, a diretoria acionou grupos empresariais que ajudam o Vasco com fundos de investimento pontuais, para efetuar o pagamento à Fazenda, visto que uma ida à Caixa Econômica, para retirar os R$ 6 milhões ainda pendentes no banco, iriam travar a velocidade do acordo.

Segundo fontes, são feitas reuniões semanais entre Jorge Salgado e membros da diretoria, junto a empresários vascaínos de alto porte financeiro, com o intuito de “quebrar” passivos a curto prazo, mas com um valor futuro de retorno aos ajudantes em juros baixos, sendo isto durante um tempo de acordo negociado individualmente, porém com garantias de que não inflem o clube.

Balanço do fim de ano

Como antes previsto pelo Papo Na Colina, estava previsto no primeiro balanço semestral do Vasco, um lucro abastado. Apesar de ter tido um déficit de 5 milhões no primeiro trimestre, os últimos meses foram bem favoráveis ao clube no quesito fora de campo. Tal estimativa foi publicada no dia 03 de setembro, compartilhando uma redução de dívidas de R$ 34 milhões, mostrando o que foi feito na parte financeira do clube durante os últimos seis meses.

Além disso, é provável que Papai Noel ajude os vascaínos no final do ano. A expectativa de lucro para o fechamento do ano de 2021 é próxima dos R$100 milhões. No entanto, isso não quer dizer que a diretoria esteja segura financeiramente para investir no futebol, infraestrutura e no clube, mas sim apenas que está arcando com seus deveres e reduzindo seus passivos.

Fonte: Papo na Colina

Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close