PARACATU: HOMEM DE 27 ANOS É ASSASSINADO APÓS PARTICIPAR DE LUAL CLANDESTINO - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

PARACATU: HOMEM DE 27 ANOS É ASSASSINADO APÓS PARTICIPAR DE LUAL CLANDESTINO



https://www.aopmbm.org.br/wp-content/uploads/2018/05/LOGO-PMMG-1.jpg

Em Paracatu/MG, no dia 18Set2021, por volta das 03h35min, os policiais militares receberam solicitação pelo telefone 190 – Emergência Policial, onde segundo informações preliminares havia um indivíduo vítima de disparo de arma de fogo em um “Lual” clandestino localizado no Loteamento Santo Eduardo, no Bairro Santo Eduardo.

Os militares deslocaram para o local indicado, e depararam com uma mulher de 32 anos de idade, residente no bairro Alto da Colina, que estava em estado de desespero, a qual informou que estava no “LUAL” com seu namorado, A. F. R, 27 anos de idade, também morador no bairro Alto da Colina, quando sentiram vontade de urinar e deslocaram para a rua de baixo na motocicleta do seu namorado, momento em que dois indivíduos ambos de blusa preta e capuz na cabeça, apareceram de forma surpresa, saindo da parte de baixo do terreno.

Ao avistar os indivíduos suspeitos, a mulher saltou da garupa e evadiu sentido a entrada do bairro, durante a evasão escutou um estampido de arma de fogo. Os militares foram até o local onde ela indicou ter ocorrido o fato, sendo localizado o corpo de A. F. R caído ao solo ao lado de sua motocicleta aparentemente sem vida. A testemunha disse que os dois autores estavam trajando blusa de frio, estando ambos com capuz na cabeça, sem maiores dados.

A mulher relatou que A. F. R dizia a ela ter dívida de “UNS TREM”, que ela presume ser dívidas de droga. Ela relata ter visto mensagem de alguém, de sobrenome “BRAGA” no “Messenger” de A. F. R há cerca de 2 (dois) meses, cobrando algo dele com as seguintes palavras: “e o negócio lá, que dia que você vai dar o restante?”. Segundo ela, A. F. R disse na data de hoje que havia pagado a última prestação da moto dele e que, a partir de agora, iria acertar suas outras dívidas.


Ela informou ainda que antes de deslocarem para o loteamento do bairro Santo Eduardo, estiveram no centro, em frente à prefeitura, local em que os jovens se aglomeram nos fins de semana, onde permaneceram por aproximadamente 2 (duas) horas, tendo, em seguida, deslocado para um bar na Rua Mário Praça, onde ficaram por cerca de 30 (trinta) minutos, tendo, por fim, ido para o loteamento onde acontecia o Lual.

A perícia técnica foi acionada, tendo comparecido ao local e realizado seus trabalhos, e durante exame do corpo da vítima, foi constatada apenas uma perfuração na região da “nuca”. Após os trabalhos periciais, o corpo foi liberado à funerária “Mundial Pax”, tendo dois funcionários do referido serviço comparecido ao local e recolhido o corpo. Após remoção do corpo, foi constatado que o telefone celular de A. F. R não estava no local e que no interior da carteira dele havia apenas R$ 4,00 (quatro reais) em dinheiro, sendo 2 cédulas de dois reais, quando na verdade, conforme relato de sua namorada, havia antes do crime, uma quantia maior em dinheiro. O capacete de A. F. R também não estava no local. A motocicleta foi liberada para os familiares da vítima.

A Polícia Militar conta com sua participação. Se você tem alguma informação a respeito do fato e que possa nos ajudar a localizar os autores do crime e apreender a arma de fogo utilizada neste crime, entre em contato pelos telefones 190 – Emergência Policial, ou 181 – Disque Denúncia Unificada, onde os seus dados serão mantidos no mais absoluto sigilo.

Fonte: PMMG – 45º BPM

Você pode gostar...

Close