Bárbara Borges fala do processo de cura do alcoolismo: 'Fui desintoxicando minha vida para redescobrir meu amor-próprio' - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Bárbara Borges fala do processo de cura do alcoolismo: ‘Fui desintoxicando minha vida para redescobrir meu amor-próprio’


Saiba tudo sobre novelas! Se prepare para a nova novela das 9, entre no Grupo no facebook. Entre no Grupo de Novelas no Facebook Clique aqui – AMOR DE MÃE.


https://anamaria.uol.com.br/images/large/2021/09/12/barbara-borges-mentiu-para-ter-papel-em-duas-caras-desliguei-o-telefone-e-fui-pesquisar-1307089.jpg

Bárbara Borges fala do processo de cura do alcoolismo — Foto: Reprodução/Instagram

Bárbara Borges bateu um papo revelador no podcast Novela das 9. No ar em Duas Caras (2007), disponível no Globoplay, ela fez não só um balanço dos 20 anos de carreira como atriz, como também falou abertamente sobre sua luta contra o alcoolismo. Quando resolveu compartilhar sua história, em 2019, já estava há quatro meses sem ingerir bebida alcoólica e, hoje, se considera em processo de cura.

Essa caminhada de autoconhecimento não é fácil, mas libertadora. Agora, ela abraça suas vitórias e reconhece o poder transformador de uma análise. Na entrevista, Bárbara disse o que a motivou a dividir sua batalha contra a bebida com o público:

“Quando me tornei mãe (de Martin Bem e Theo Bem), senti essa necessidade de deixar de lado o meu lado atriz e minha persona veio mais à tona. Então comecei a sentir necessidade de falar sobre assuntos que eu estava descobrindo enquanto mãe, enquanto Bárbara. E isso foi me dando oportunidade de me verem como uma pessoa normal, porque elas olham para a gente atuando e acham que é aquilo ali.”

“Fui me revelando para quem me acompanhava. E foram momentos muito complexos que eu estava vivendo também, porque a maternidade trouxe aquela sensação de que, de repente, eu não estava mais vivendo a minha vida, estava vivendo uma nova e tinha que me entender nela. A questão toda é que eu passei a escrever. Senti essa necessidade de me revelar com a minha verdade.”

 

Bárbara Borges fala do processo de cura do alcoolismo — Foto: Reprodução/Instagram

Bárbara Borges fala do processo de cura do alcoolismo — Foto: Reprodução/Instagram

“Passei a observar os exageros e abusos que eu estava vivendo e que estavam trazendo muita angústia e sofrimento. E eu não conseguia sair desse padrão, esse ciclo de estar sempre sofrendo e voltar a fazer o que eu via que me trazia sofrimento. Então minha relação com o álcool foi se transformando dessa forma.”

“Antes era só beber e ficar de boa, como todo mundo bebe, brinca e socializa. Só que, durante a maternidade, e eu estava vivendo um momento muito difícil no meu casamento, comecei a observar que tinha alguns abusos. Aí fiz um post falando que eu estava deixando de lado a minha relação de exagero com o álcool”, relatou a artista de 42 anos.

 

Bárbara Borges fala do processo de cura do alcoolismo — Foto: Reprodução/Instagram

Bárbara Borges fala do processo de cura do alcoolismo — Foto: Reprodução/Instagram

A ideia, segundo ela, era usar sua imagem e seu alcance como figura pública para fazer um alerta. Mas o relato repercutiu tanto e chegaram tantas mensagens que Bárbara fez questão de frisar que nunca teve a intenção de “salvar” ninguém. Inspirar a procurar ajuda, apoiar e acolher sim, mas levantar bandeira não, porque ela sabe a responsabilidade que é tratar de um assunto tão sério.

“Eu queria fazer um alerta para que as pessoas pensassem no que trazia angústia para elas. Só que, no momento em que a gente posta, perde o controle de como aquilo vai repercutir. E, de fato, a repercussão foi muito maior do que eu tinha imaginado, e aí eu comecei a receber pessoas que também estavam vivendo algo parecido e falaram: ‘Que bom que você falou sobre isso, me deu força para parar também’.”

“Eu comecei a ver que tem uma responsabilidade, um peso muito grande nisso, porque é sobre alcoolismo, uma doença. É muito sério falar sobre o alcoolismo. E eu precisava dizer que estou no meu processo de cura de muitas coisas, e ele é diferente do das outras pessoas. Eu não posso jamais e nem quero levantar uma bandeira e fazer o papel da salvadora.”

“Estou me salvando, mas tenho recaídas. Estou em processo, vivendo. E hoje, descobri que a relação que eu estava vivendo antes era tóxica de um modo geral, eu precisava me tirar dela. Também estava sendo tóxica comigo. Então, graças a muita terapia e ao meu trabalho com espiritualidade, me sinto à vontade para falar que não estou aqui para salvar ninguém. Posso ajudar a inspirar pessoas a buscarem o caminho delas, a buscarem ajuda. E eu continuo seguindo a minha vida, com altos e baixos.”

Fonte: Gshow

Você pode gostar...

Close