Andrey e Caio Lopes conquistaram Lisca na bola e na postura - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Andrey e Caio Lopes conquistaram Lisca na bola e na postura

Curta nossa página e saiba de tudo sobre o Vasco!

Se Andrey era opção esperada diante da suspensão de Romulo, Caio Lopes foi a surpresa de Lisca antes da vitória sobre a Ponte Preta. E o encontro dos dois no time titular, expoentes das gerações 1998 e 2000 do Vasco, respectivamente, deu-se não só pelo que produziram nos treinamentos, mas também devido à postura fora de campo.

Andrey, de 23 anos, e Caio Lopes, de 20, já estavam no radar de Lisca antes mesmo de sua chegada a São Januário. Após sua estreia pelo Vasco, nos 4 a 1 sobre o Guarani, afirmou que tentara contratar Caio quando ainda dirigia o Ceará, em 2019. O futebol da dupla já chamava atenção, mas o posicionamento tomado sobretudo durante e após a derrota para o Operário, no último dia 28, encheu os olhos do comandante.

Em Ponta Grossa, Andrey e Caio pediram a palavra dentro do vestiário da derrota para os paranaenses. Internamente, a atuação da dupla junto ao grupo foi muito elogiada, pois ambos trataram de levantar a autoestima dos companheiros, que estavam muito abatidos com o resultado. O primeiro, aliás, falou grosso ainda no gramado aos microfones do Premiere. Disse que o time “estava uma m…” e que tinha a sensação de que estava desrespeitando o torcedor com o futebol apresentado. Lisca elogiou os dois após a vitória sobre a Ponte, no último domingo.

– Depois de três derrotas, você faz uma imersão. Conversei individualmente com alguns jogadores e com as principais lideranças. Solicitei que eles precisavam voltar a falar e a ser líderes. O Andrey se colocou no processo naquela entrevista. Foi ótima para mim porque ele assumiu uma responsabilidade, uma vergonha na cara e o sentimento de todo o torcedor vascaíno como ele é. É um jogador-torcedor, o Andrey foi formado aqui dentro – entende Lisca.

Gabriel Pec, Andrey e Caio Lopes, do Vasco — Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Gabriel Pec, Andrey e Caio Lopes, do Vasco — Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Lisca lembrou que Caio não se manifestou somente após o revés em Ponta Grossa e sim ainda durante o intervalo, com o intuito de tentar impulsionar os colegas a buscarem a virada com o Operário. O treinador estendeu os elogios a Pec, afirmando que o trio mostrou o espírito que deve reger o Vasco até o fim da Série B.

– Caio lá no jogo do Operário, quando a gente estava perdendo por 2 a 0, talvez tenha sido o jogador que mais se posicionou no intervalo. Ele já ia entrar, mas eu estava bem desanimado pelo jogo do Londrina e por como tinha sido a derrota. Sequência de derrotas é sempre ruim para o treinador, e o Caio e o Andrey puxaram realmente esse processo. É importante que essas lideranças venham aparecendo. Esses dois estão muito acostumados. Eu os escolhi muito por isso também, não só pelos aspectos técnico, tático e físico. Mas muito pelo aspecto mental, comprometimento e coragem para enfrentar momentos difíceis – afirmou o técnico, para completar:

– Pec também. Começou jogando comigo nos primeiros jogos, depois o deixamos um pouco fora, ele deu uma esmorecida, mas nessa semana ele veio com tudo. Muito concentrado nas orientações e hoje (domingo) foi muito combativo e competitivo. É isso que a gente precisa: um time qualificado, mas combativo. Com a cara da competição, e a gente precisa ter fome, luta e entrega. Com a gente competindo forte, a nossa qualidade aflora.

Entrada da dupla coincide com saída de MT e Juninho

Quando afirmou que escolheu Caio e Andrey “muito pelo aspecto mental, comprometimento e coragem para enfrentar momentos difíceis”, Lisca, mesmo que sem intenção, deu um recado a MT e Juninho, que desceram para o sub-20 na última segunda-feira.

Embora oficialmente o Vasco tenha tratado a ida da dupla para o sub-20 como reforço para a equipe júnior, a avaliação interna é de que o comportamento fora das quatro linhas não tem agradado.

No último sábado, até deram resposta positiva ao terminarem a goleada por 4 a 0 sobre o Cruzeiro, pelo Brasileirão Sub-20, ao terminarem o jogo como grandes destaques. MT fez um golaço, e Juninho deu bonita assistência. O departamento de futebol, porém, também quer um retorno em relação à postura.

MT foi flagrado em evento com aglomeração na cidade de Cabo Frio dois dias após a derrota por 2 a 1 para o Remo. Juninho, por sua vez, já teve seu estilo fora de campo tratado em coletivas de Lisca e Vanderlei Luxemburgo por exemplo.

Fonte: GE

Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close