Governo da Colômbia veta entrada do Brasil no país para jogos das Eliminatórias da FIBA para a AmeriCup 2022 - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Governo da Colômbia veta entrada do Brasil no país para jogos das Eliminatórias da FIBA para a AmeriCup 2022




A Seleção Brasileira de basquete masculina não irá jogar a última janela das Eliminatórias da AmeriCup 2022 em Cáli, Colômbia. Nesta segunda-feira, 15 de fevereiro, a Confederação Brasileira de Basketball foi comunicada, através da Federação Colombiana da modalidade, que os atletas provenientes do Brasil estão proibidos de ingressar na Colômbia. A proibição foi do Ministério da Saúde colombiano, levando em conta a pandemia da COVID-19 e a “variante brasileira” do vírus. O Brasil enfrentaria Panamá e Paraguai nos dias 21 e 22 de fevereiro, na última janela das Eliminatórias da AmeriCup 2022.

No último dia 12 de fevereiro, sexta-feira, o Ministério da Saúde colombiano enviou carta para a Federação Colombiana de Basquete, proibindo a entrada da delegação brasileira no país. Através da Federação Internacional de Basquete (FIBA), foi tentada a liberação em caráter de exceção para que o Brasil participasse dos jogos, porém, não houve mudança. A Seleção Brasileira já está classificada para a Americup 2022 e usaria as partidas para testar e dar rodagem para jovens talentos. Em carta à CBB, a FIBA confirma a não participação do Brasil nesta última rodada das qualificatórias.

No comunicado, o Diretor do Departamento de Epidemiologia da Colômbia, Sr. Julián Niño, explicou a decisão:

– Em 2021, expedimos a resolução 080, de medidas preventivas e de controle sanitário de passageiros provenientes do Brasil por conta do novo coronavírus. Considerando a situação da pandemia atual e a emergência de uma variante no Brasil com um comportamento clínico e epidemiológico diferente, e para salvaguardar o direito à saúde, não poderão ingressar no país.

A Federação Colombiana de Basquete, por meio de carta ao Ministério da Saúde, no dia 14 de fevereiro, domingo, explicou todas as condições da bolha da AmeriCup em Cáli, com a obrigatoriedade de cumprir os protocolos de saúde que a FIBA exige com dois exames PCR negativos para cada integrante das delegações que irão jogar antes da chegada a Cáli, ainda mais rígido que o utilizado na Argentina em novembro de 2020, quando o Brasil também jogou pelas Eliminatórias da Americup 2022, o que não foi suficiente.



Técnico da Seleção Brasileira, Aleksandar Petrovic já estava em deslocamento quando da comunicação colombiana à CBB. Comprometido com o projeto Tóquio 2020, o croata chegou à Cáli na segunda-feira, vindo de Zagreb, na Croácia, sem qualquer restrição, e retornará para o seu país de origem.

Desde a confirmação da “bolha” em Cáli, na Colômbia, e da informação de que voos provenientes do Brasil, mesmo com escala, não poderiam ingressar no país, a CBB tomou todas as medidas administrativas e de logística com antecipação para evitar qualquer contratempo e cumpriu com todas as exigências para a participação nos duelos.

Após as considerações da FIBA, de que confirma que o Brasil continua classificado para a AmeriCup 2022, a CBB acatou de imediato a decisão colombiana. A CBB espera que a vacina contra o vírus chegue logo a todos os cidadãos e reitera seu comprometimento com a segurança de todos os atletas, comissões técnicas e comunidade do basquete.

Fonte: Assessoria CBB

Você pode gostar...

Close