SP cita Anvisa e retira quilombolas de grupo prioritário de vacina




Imagem do dia 19 de dezembro de 2006 mostra família do quilombo Cafundó, em Salto do Pirapora, interior de São Paulo, dançando o jongo — Foto: Paulo Liebert/Agência Estado

As mais de 50 comunidades reconhecidas como remanescentes de quilombos no estado de São Paulo não têm mais data para o início da vacinação contra Covid-19.

A população quilombola, que pertencia ao grupo prioritário máximo, ao lado de profissionais de saúde e indígenas, segundo o plano publicado no início de dezembro pelo governo estadual, não consta mais na primeira etapa de prioridade de vacinação de São Paulo.

Procurada pelo G1, a secretaria da Saúde disse, por telefone, que o grupo foi excluído da primeira etapa de vacinação porque a Anvisa não teria autorizado o uso emergencial da CoronaVac nesta população.


Anvisa, no entanto, nega a informação, e diz que não há nenhuma restrição deste tipo na autorização para uso emergencial da CoronaVac concedida no último domingo (17).

Fonte: G1

Você pode gostar...