Renê Júnior entra com ação milionária contra Corinthians



Acabou em ação milionária a relação entre Renê Júnior e o Corinthians, seu clube até o ano passado. No fim da noite desta quinta-feira, o jogador entrou com uma ação na 72ª Vara do Trabalho de São Paulo em que pede o pagamento de R$ 8,3 milhões. O atleta reclama o não pagamento de parte do salário, parcelas de 13º, FGTS, além de indenização por assédio moral e ausência de recebimento de seguro por acidente de trabalho.

Somente de FGTS, o clube deve 29 cotas, totalizando R$ 620 mil de dívida. Não paga, segundo a ação, desde novembro de 2018.

A base da argumentação do atleta no processo são as três cirurgias sofridas nos joelhos esquerdo e direito, no período em que ele esteve no Corinthians. A primeira delas ocorreu com apenas três meses de clube.


Renê Júnior retornou ao Corinthians no ano passado, mas não foi reintegrado ao time — Foto: Daniel Augusto Jr / Ag.Corinthians

Renê Júnior retornou ao Corinthians no ano passado, mas não foi reintegrado ao time — Foto: Daniel Augusto Jr / Ag.Corinthians

Na ação, seus advogados Filipe Rino e Thiago Rino narram que embora ele tenha se recuperado rapidamente e tenha voltado a treinar em dois meses, Renê lesionou o outro joelho um mês após o retorno às atividades, tendo de ser operado novamente.

Cinco meses após esta segunda cirurgia, no entanto, as dores persistiam, contam os advogados. E o jogador precisou passar por um terceiro procedimento. Ao todo, Renê ficou 466 dias afastado.

Fonte: GE

Você pode gostar...