Marcinho, ex-Botafogo, e pai prestam depoimento no inquérito que apura atropelamento no RJ


O lateral-direito Marcinho e o pai do jogador, Sergio Lemos de Oliveira, prestaram depoimento na manhã desta segunda-feira na 42ª delegacia da Polícia Civil, no Recreio dos Bandeirantes, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro, para prestar depoimento. O ex-jogador do Botafogo é suspeito de ter atropelado um casal de professores na madrugada do último dia 30 e não ter prestado socorro.

Marcinho (de branco) ex-Botafogo, e o pai Sergio Lemos de Oliveira (de branco mais ao fundo) chegam à delegacia para depor — Foto: Reprodução / Carlos Trinta, TV Globo

Marcinho (de branco) ex-Botafogo, e o pai Sergio Lemos de Oliveira (de branco mais ao fundo) chegam à delegacia para depor — Foto: Reprodução / Carlos Trinta, TV Globo

Alexandre Silva de Lima morreu no local e Maria Cristina José Soares foi internada em estado grave no Hospital Lourenço Jorge. Ela foi transferida para o Hospital Vitória, onde se recupera de uma cirurgia realizada no último domingo.

Eles chegaram por volta de 11h (de Brasília) à delegacia. Advogado que representa Marcinho e o pai, Gabriel Habib chegou à delegacia no Recreio aproximadamente uma hora antes dos clientes, conversou com o delegado Allan Luxardo responsável pela investigação do caso e cumprimentou Márcio Albuquerque, advogado das vítimas. Ninguém falou com a imprensa.

Marcinho (de branco), ex-Botafogo, chega na delegacia para depor — Foto: Davi Barros / ge

Marcinho (de branco), ex-Botafogo, chega na delegacia para depor — Foto: Davi Barros / ge

Marcinho se manifestou na última sexta-feira por meio de sua assessoria e disse que estava dando “suporte necessário aos envolvidos”.

“A família do atleta sente muito pelo ocorrido e está dando todo suporte necessário aos envolvidos. O pai do lateral, Sérgio de Oliveira, prestará depoimento, assim como o atleta, durante os próximos dias, de forma exclusiva às autoridades“, disse.

Os professores atravessavam a Avenida Sernambetiba, na altura do número 17.170 quando foram atingidos pelo carro, modelo Mini Cooper. O veículo está no nome de uma empresa de materiais hospitalares. Sergio Lemos de Oliveira, pai de Marcinho, é sócio dessa empresa e por isso foi intimado a prestar depoimento.


O carro foi encontrado abandonado na Rua Hermes de Lima, no Recreio dos Bandeirantes, a cerca de 600 metros do local do acidente. A polícia realizou uma primeira perícia ali mesmo no local, e o veículo em seguida foi levado pela seguradora para a garagem da casa do pai do jogador.

Fonte: GE

Você pode gostar...

Close