Luxemburgo explica por que aceitou “convocação” do Vasco: “Eu não sou covarde”


Acesse nosso grupo do Vasco e saiba de tudo sobre o gigante da colina!

Anunciado no último dia 31, Vanderlei Luxemburgo iniciou sua segunda passagem pelo Vasco no último sábado. Nesta segunda-feira, no CT do Almirante, foi a vez de o treinador conceder a primeira entrevista coletiva desde o retorno. Ele afirmou que aceitou assumir o time por não ser covarde.

Luxa, ao se dizer orgulhoso de ter acatado o que definiu como convocação, deu a declaração no contexto de assumir uma equipe que, faltando 12 jogos para concluir a participação no Brasileirão, luta contra o rebaixamento. Antes de contratá-lo, o Vasco não conseguiu acerto com Zé Ricardo.

– Vendo o momento do Vasco, restando 12 jogos, e vendo o que o Vasco fez por mim… Comecei a carreira aqui, no ano passado (2019) consegui botar o Vasco na Sul-Americana. Nesse momento é muito difícil as pessoas aceitarem, mas eu não sou covarde. Estou aqui – disse Luxa.


Quer saber as últimas notícias do Vasco, acesse a Central do Vasco

Vanderlei Luxemburgo atendeu a imprensa na apresentação Vasco — Foto: Reprodução

Vanderlei Luxemburgo atendeu a imprensa na apresentação Vasco — Foto: Reprodução

Apresentado ao lado de Alexandre Pássaro, o novo diretor executivo de futebol, e de Alexandre Campello, atual presidente, Luxemburgo disse que, para alcançar o objetivo de manter o Vasco na Série A, o foco do trabalho estará no condicionamento físico e em tentar ao máximo não sofrer gol. Para tal, conta com o faro de artilheiro de Cano, a recuperação de Talles e em bom desempenho nas próximas cinco rodadas, a começar pelo Atlético-GO, quinta-feira, em Goiânia.

– O Vasco tem 12 jogos decisivos, e o primeiro ponto é não tomar gol. Não tomando gol, você já partiu do resultado de empate. Se você fizer 0,5 a 0, você ganha três pontos. Se você vencer três jogos, ganha nove pontos, que acrescenta muito. Se o time puder ser reativo, vai ser. Se puder ser pró-ativo, vamos fazer. Gol vai sair, até porque temos um goleador que bota a bola para dentro se ele chegar. Gol nós vamos fazer – destacou o comandante.

A primeira passagem de Luxemburgo pela Colina, compreendida entre maio e dezembro de 2019, foi composta por 15 vitórias, 12 empates e 10 derrotas. Foram 34 jogos oficiais, todos válidos pelo Brasileiro, e três amistosos. Na ocasião, o treinador lançou Talles, meia-atacante que caiu de rendimento em 2020. Luxa, aliás, disse confiar na recuperação dele:

– Estou conversando com ele e já estou identificando as coisas que aconteceram com ele. É um menino. Tem que voltar a fazer a arte de jogar futebol. Ele tem, os outros não têm.

Vanderlei Luxemburgo, Daniel Félix e Antônio Mello conversam durante treino do Vasco — Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama

Vanderlei Luxemburgo, Daniel Félix e Antônio Mello conversam durante treino do Vasco — Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama

Fonte: GE


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close