Irritado com extracampo, Felipão avalia deixar o Cruzeiro


Irritado com o momento do Cruzeiro fora do campo, o técnico Luiz Felipe Scolari não tem permanência garantida para a temporada 2021. Apesar de ter contrato até o fim de 2022, Felipão não descarta um pedido de demissão após o fim da Série B. Não há multa prevista em caso de rescisão por parte do treinador.

Segundo apurou o ge, promessas feitas ao treinador na reunião em que selou a contratação, em Porto Alegre, não estão sendo cumpridas. Entre elas, estava a obrigação manter os salários em dia. Hoje, os atletas estão com duas folhas em atraso, além de não terem recebido o 13º salário.

Os funcionários, em geral, também estão com salários atrasados. Felipão tem sido um “para-raios” do clube neste sentido. O treinador é perguntado constantemente sobre previsão de pagamento, mas não tem uma resposta da diretoria. Mais um fator que o deixa insatisfeito.



Luiz Felipe Scolari Cruzeiro — Foto: Bruno Haddad

Luiz Felipe Scolari Cruzeiro — Foto: Bruno Haddad

Você pode gostar...