Ambulantes usam carrões para vender pamonha e lucro sobe 500%




Carros para vender pamonha: BMW X1 e Jeep Renegade são usados por ambulantes e lucro dispara

Jeep Renegade, Renault Captur, Chevrolet Onix, Volkswagen Virtus se juntaram à frota encabeçada pelo BMW X1 e são alguns dos modelos alugados que circulam pela cidade de São Paulo ao som da voz de Miguel. No pacote fechado com a Localiza, a assinatura é válida por três anos e cobre diferentes custos, como seguro, impostos, documentação e manutenções.

Se um dos veículos quebrar, basta acionar a empresa e aguardar no local para ser transportado até a unidade mais próxima, onde um novo carro zero km será entregue ao cliente. “Os carros próprios dão mais problema, principalmente no motor e na suspensão. Era muito caro para bancar. O que a gente não gasta com a manutenção volta como lucro hoje”, conclui.

Para quem é ambulante, ter qualquer problema com o carro significa, além de precisar arcar com o conserto, ficar um tempo sem poder trabalhar. “O carro pode ficar uns dois dias no mecânico, tem fila de espera. Uma época, tentamos montar uma oficina, aí contratamos um mecânico para cuidar só dos carros da empresa. Mesmo assim, não valeu a pena”, conta Henrique.


Para ele, o gasto do aluguel mensal tornou-se parte do custo operacional de seu negócio. O Renegade, por exemplo, sai por R$ 2.100 ao mês no contrato estabelecido com a Localiza. Esse valor, adicionado ao que é pago pelo combustível e pelos produtos comprados por Miguel, resulta em R$ 300 diários para rodar com o carro, considerando trinta dias de trabalho.

“Com o carro próprio cheguei a gastar o valor do aluguel só de manutenção de um Palio Weekend Adventure. É um carro bom, mas como a gente roda muito, fica difícil sustentar modelos que já têm uns anos”, relembra. Ao colocar tudo no papel, Henrique não encontrou outra solução: “Eu já fiz muitas contas, não tem como trabalhar com carro próprio e bancar os custos. A locação foi a salvação do nosso negócio. Com os novos carros, as vendas subiram quase 500%”, acrescenta.

Fonte: Auto Esporte

Você pode gostar...