Vasco: Bastos lembra gol em desobediência a Luxa no desabrochar de Talles - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Vasco: Bastos lembra gol em desobediência a Luxa no desabrochar de Talles


Após a boa estreia no Brasileiro, o Vasco tem lembranças inspiradoras de olho no próximo jogo. O último duelo com o São Paulo, em São Januário, marcou o desabrochar de Talles Magno, que fez seu primeiro gol como profissional e jogou muito na vitória por 2 a 0. Às vésperas do reencontro com o adversário no mesmo palco, Fellipe Bastos, que fechou o placar com um sem-pulo, dá força à joia vascaína, atualmente em mau momento.

– Aquela atuação que a gente pede para ele lembrar. Com certeza ele vai voltar a atuar daquele jeito porque é diferenciado demais. Já mostrou isso e vai voltar a mostrar novamente. Vai dar muita alegria não só para o vascaíno, mas para o torcedor brasileiro. Com certeza esse moleque vai para a Seleção e vai dar muita alegria para a gente – afirmou.

Talles Magno comemora o gol do Vasco — Foto: André Durão

Talles Magno comemora o gol do Vasco — Foto: André Durão

Bastos lembra com muito carinho aquele triunfo, conquistado há quase um ano (25 de agosto de 2019), não apenas pela grande atuação de Talles, mas também pelo golaço que marcou sete minutos após substituir Marcos Júnior. Pisou na área, como tem feito em 2020, para emendar um sem-pulo. A alegria, porém, nasceu de uma “desobediência tática” que rendeu uma bem-humorada bronca.

– Naquele gol do sem-pulo, eu entrei na área, e o Vanderlei nem me cobrava muito isso, mas acabei entrando. Depois desse jogo, o Vanderlei me deu uma dura: “O que você tava fazendo dentro da área? Eu não pedi para você entrar na área” (risos). Acabei fazendo um bonito gol, foi um jogo importante para mim. E um dos melhores jogos que vi o Talles jogar.

Ainda com a vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo como tema central, Bastos falou muito de Talles, “seu irmão mais novo” e fez aposta audaciosa: acredita que o garoto estará na Copa do Catar, em 2022. Leia tudo abaixo:

“Contra o São Paulo, ele jogou muito”

– A gente espera que o Talles desabroche de novo. O que ele fez contra o São Paulo no ano passado foi um dos melhores jogos dele pelo Vasco, assim como o contra a Chape, em que ele fez gol também. Contra o São Paulo, ele jogou muito. Ele provou ali que era um grande jogador porque enfrentou Juanfran, que tinha acabado de chegar da Europa, numa dobradinha com o Daniel Alves. Ele conseguiu fazer um grande jogo, decidiu para o nosso time.

 

Fellipe Bastos comemora o seu gol na vitória do Vasco sobre o São Paulo — Foto: André Durão

Fellipe Bastos comemora o seu gol na vitória do Vasco sobre o São Paulo — Foto: André Durão

Conversas com o “irmão mais novo” sobre oscilação

– Converso bastante com o Talles e o considero meu irmão mais novo pelo tanto que eu falo e cobro dele. E também pelo tanto que estou perto dele. Vai jogar bem, vai jogar mal. Ainda mais pela idade. É difícil manter a constância até para os mais experientes, imagina para um menino de 17, 18 anos.

– Vai oscilar, é normal pela idade. E por tudo que já mostrou no ano passado e pela cobrança que ele mesmo tem dentro dele de ser o cara. Hoje ele é o melhor jogador do nosso time. É claro e nítido que é o melhor jogador do nosso time, mas ele não precisa carregar isso para o campo.

 

Papo por uma autoavaliação menos rigorosa

– Venho conversando com ele e digo: “Não precisa carregar mais peso do que você já tem. Precisa fazer as coisas boas que o Ramon vem te pedindo taticamente, ser inteligente taticamente e ser decisivo para nós no momento certo. Porque nem toda bola você vai conseguir driblar três ou quatro. Quando tiver de mano (a mano), você vai conseguir fazer as coisas que você faz normalmente.

Evolução de Talles nos treinos

– Ele sabe da importância e da força que tem para o grupo. Tenho conversado bastante da importância que ele tem pra gente. Ele se cobra bastante, tem treinado bastante. A gente espera muito do Talles, e o torcedor também. Nós jogadores, que estamos do lado, temos visto a evolução dele nos treinamentos. Benítez e o Bruno César têm ajudado bastante o Talles.

Acredita que Talles será titular em um grande europeu num futuro próximo?

– Eu acredito muito, até pela mentalidade dele e pela qualidade técnica que tem. Mas o mais importante da qualidade técnica é o quanto ele sabe escutar. É um cara que presta atenção no que você está falando e tenta evoluir naquilo que o treinador está pedindo. Vejo isso muito nos treinamentos. Quanto mais escuta e põe em prática, mais você tem a evoluir.

Curta a página do Valeseuclick.com e tenha acesso a todas as notícias

Vasco propõe acordo para Jordi retirar ação na Justiça

Benítez fala sobre “canetas” contra o Sport: “Na Argentina se chama caño”

Fellipe Bastos fala em cobranças de Ramon e exalta argentino Benítez

Bastos aposta em Talles na Copa de 2022

– Ele vai ser um grande jogador. Para mim, vai estar entre os tops em três ou quatro anos. Com certeza será um dos melhores jogadores que o mundo possa desfrutar, como é o Neymar e como são outros jogadores brasileiros que estão na Europa. Ainda fiz uma disputa aqui que vou confidenciar a vocês. Acredito que o Talles vai disputar a Copa de 2022 ainda, confio muito nele.

Fonte: Ge


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close