Auxílio-moradia e “convite churrascão”: ex-coordenador processa Cruzeiro na Justiça, que determina bloqueio de R$ 64 mil


Entre uma avalanche de problemas judiciais a serem resolvidos, o Cruzeiro enfrenta mais um processo de um ex-profissional do departamento de futebol. Em junho, o ex-coordenador de captação técnica do clube, Ageu Gonçalves, moveu ação trabalhista com valor de causa em R$ 84.094,31. A Justiça deferiu o pedido de tutela do autor do processo e determinou bloqueio de R$ 64.575,24 das contas celestes.

Na petição inicial, Ageu Gonçalves faz os principais pedidos em pagamentos de atraso no FGTS, férias proporcionais e multas da CLT – por atraso no pagamento das verbas rescisórias. Salta aos olhos, porém, valores pequenos, mas curiosos. Ele também pede o reembolso de dois valores que foram retidos pelo clube no TRCT (Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho): R$ 300,00 de “ajuda moradia” e outros R$ 155,56 de “convite churrascão”.

“Em adendo, ressalta-se que além das verbas rescisórias, também está incontroverso pelo TRCT, os valores de “reembolso convite churrascão” e “auxilio moradia”, nos valores respectivos de R$ 115,56 e R$ 300,00, parcelas que também se requer”.

Não fica claro na petição do profissional, entretanto, se o Cruzeiro debitou o valor do convite da tradicional festa de confraternização do clube, sem entregar o devido convite. Em uma outra ação trabalhista de ex-funcionária, há cobrança parecida: “restituição de descontos indevidos sob a rubrica “Convite Churrascão”, a partir de agosto de 2019 até o término do contrato de trabalho (02.01.2020)”.

Fonte: Globoesporte.com

Você pode gostar...