Justiça determina que Campello apresente lista de sócios aptos a votar no Vasco - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Justiça determina que Campello apresente lista de sócios aptos a votar no Vasco


Uma decisão judicial é o mais recente capítulo do processo eleitoral do Vasco. Em texto assinado no domingo e tornado público nesta segunda-feira, a desembargadora Valéria Dacheux, da 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, determinou que o presidente Alexandre Campello tem cinco dias de prazo para apresentar a lista de sócios aptos a votar no clube. Trata-se de uma liminar, ou seja, cabe recurso.

O pedido foi feito por dois dos cinco presidentes de poderes do time de São Januário: Roberto Monteiro (Conselho Deliberativo) e Edmilson José Valentim dos Santos (Conselho Fiscal). E está inserido em um contexto de divergências sobre a divulgação dos associados com direito a voto, etapa anterior à convocação da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para referendar a mudança de estatuto e as eleições direitas.

Roberto Monteiro é o presidente do Conselho Deliberativo do Vasco — Foto: Fred Gomes

Roberto Monteiro é o presidente do Conselho Deliberativo do Vasco — Foto: Fred Gomes

Foi o advogado Marcelo Oliveira, sócio vascaíno, quem representou Monteiro e Edmilson. A ação tramita em segredo de Justiça, mas o GloboEsporte.com teve acesso à decisão. No texto, a desembargadora, relatora do caso, detalhou os dados que Campello tem de apresentar:

– (…) a listagem, em meio físico e/ou digital (em arquivo Excel), atualizada dos sócios estatutários que compõem o quadro social do clube, incluindo informações sobre o CPF/MF, filiação, endereço, telefone, datas de ingresso, categoria, informações se aderiram ou não aos programas de recadastramento e anistia de sócios ocorrido após 22.01.2018, além de todas as informações a respeito dos pagamentos e contribuições realizados pelos mesmos sócios, sob pena caracterização de ilícito penal.

Na sexta-feira, Faués Cherene Jassus, conhecido como Mussa, presidente da Assembleia Geral, reclamou da lista entregue por Campello à Junta Deliberativa – órgão que valida a listagem para posterior convocação da AGE. No entender de Mussa, a ausência de dados como CPF e comprovantes de pagamento “dificultam a análise” de quem pode participar do pleito. Há uma nova reunião da Junta, marcada para esta segunda-feira, que avaliará o tema.

Fonte: Gshow


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close