Telescópio encontra buraco negro mais próximo da Terra até agora - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Telescópio encontra buraco negro mais próximo da Terra até agora



Representação artística mostra as órbitas do sistema de duas estrela no buraco negro descoberto pelos astrônomos. — Foto: ESO/L. Calçada

Representação artística mostra as órbitas do sistema de duas estrela no buraco negro descoberto pelos astrônomos. — Foto: ESO/L. Calçada

Um estudo publicado nesta quarta-feira (6) na revista “Astronomy & Astrophysics”, detectou um buraco negro mais próximo da Terra até o momento.

O responsável pelo achado foi um telescópio de 2,2 metros localizado no Observatório La Silla, no Chile.

Os astrônomos do ESO Chile fizeram a descoberta em parceria com a equipe da Alemanha e também com o Observatório Monte Wilson, nos Estados Unidos. Estes são alguns dos detalhes encontrados sobre o buraco negro “vizinho” da Terra:

  • O buraco negro detectado está localizado a 1.000 anos-luz da Terra, sendo que 1 ano-luz equivale a 9.461.000.000.000 quilômetros;
  • Ele faz parte de um sistema triplo, com duas estrelas companheiras, localizado em uma constelação chamada Telescopium;
  • Uma das estrelas orbita o buraco negro em um período que dura 40 dias;
  • É um dos primeiros buracos negros estelares, que se forma a partir do colapso gravitacional de uma estrela massiva, e não interage de forma violenta com seu entorno;
  • Ele tem pelo menos 4 vezes a massa do Sol.
Localização do sistema HR 6819 onde está o buraco negro na constelação Telescopium — Foto: ESO, IAU and Sky & Telescope

Localização do sistema HR 6819 onde está o buraco negro na constelação Telescopium — Foto: ESO, IAU and Sky & Telescope

Buraco Negro

Um buraco negro é uma região do espaço com um campo gravitacional tão intenso que nem mesmo a luz consegue escapar de dentro dele. A intensa gravidade comprime a matéria até que não haja mais espaço entre os átomos. Corpos celestes dessa natureza podem surgir em decorrência da morte de estrelas supermassivas.
Fonte: Com G1 e Brasil Escola

Você pode gostar...