Vasco recebe apoio da FIFA por ações no combate à violência e discriminação



A Segunda vice-presidente do Club de Regatas Vasco da Gama, Sônia Andrade, recebeu uma carta de agradecimento da FIFA por suas ações no combate à violência e discriminação no ambiente esportivo. Ela agradece à Diretoria Administrativa pelo apoio recebido, em especial ao Presidente da Diretoria Administrativa, Alexandre Campello.

image
image



Confira a tradução da carta:

Prezada Sra. Andrade dos Santos,

Obrigado por sua carta datada de 20 de junho de 2018, que recebemos por e-mail em 16 de julho de 2018 – o dia após a final da Copa do Mundo de 2018 da Rússia, um torneio que, apesar de incidentes individuais (que foram resolvidos resolutamentes), provou ser um sucesso estrondoso, não só da perspectiva do futebol, mas também no contexto dos nossos esforços intensivos no campo da diversidade e da antidiscriminação.


Agradecemos também à informação interessante que você forneceu em relação ao seu trabalho e campanha, e parabenizá-la pelo seu compromisso e dedicação em abraçar a inclusão em nosso amado jogo. Você tem todo o apoio moral da FIFA nessa área, pois também estamos trabalhando incansavelmente para garantir que não haja espaço para discriminação ou exclusão em nosso esporte.
A estratégia do FIFA 2.0 define a promoção dos direitos humanos, a inclusão de meninas e mulheres e a diversidade no futebol como parte integrante da visão abrangente da FIFA para o futuro. Essa visão está gradualmente se tornando uma realidade – em nossa própria organização, em nossos eventos, na promoção do futebol feminino e na orientação que fornecemos às nossas 211 associações membros sobre diversidade e antidiscriminação, como o Guia de Boas Práticas da FIFA sobre Diversidade, e Anti-Discriminação (http://www.fifa.com/gopodpracticeguide), que foi atualizado em maio deste ano e contém muitas informações úteis sobre o assunto.
Exemplos de nossas iniciativas mencionadas no guia incluem o Programa de Desenvolvimento da Liderança Feminina da FIFA, realizado de 2015 a 2017, e a Conferência Internacional pela Igualdade e Inclusão, organizada pela FIFA no Dia Internacional da Mulher nos últimos três anos.


Tenha certeza de que a Fifa interveio firmemente em todos os casos de discriminação, incluindo os de sexismo, na preparação e durante a última Copa do Mundo da FIFA e, sob sua jurisdição, tomou medidas concretas para resolver os problemas e sancionar os perpetradores. Medidas adicionais, especialmente com relação ao sexismo entre os torcedores e através de imagens de TV, também serão adicionadas no futuro aos nossos já abrangentes mecanismos para identificar, atacar e sancionar comportamentos discriminatórios nos eventos da FIFA.
Agradecemos mais uma vez por sua contribuição para um futebol e uma sociedade mais diversificados e livres de discriminação, e desejamos a você todo o sucesso em seus futuros empreendimentos.
Fonte: Site Oficial do Vasco


Você pode gostar...