Vasco aguarda parecer médico para ter Luis Fabiano na Libertadores - ValeSeuClick.com - Notícias do mundo inteiro, em tempo real

Vasco aguarda parecer médico para ter Luis Fabiano na Libertadores


Paulo Pelaipe foi anunciado como executivo do Vasco na semana passada

Vasco, Paulo Pelaipe, confirmou que o clube carioca espera pelo retorno de Luis Fabiano e conta com a experiência do atleta para a disputa da Copa Libertadores deste ano.

O time carioca enfrentará o Universidad Concepción-CHI nesta quarta (7), no Rio de Janeiro, pela segunda rodada da Libertores. A equipe avançará no torneio mesmo se perder por três gols de diferença, porque goleou o adversário por 4 a 0 fora de casa.

Luis Fabiano, de 37 anos, passou por uma artroscopia no joelho direito, em agosto do ano passado, sentiu nova lesão no início de 2018 e ainda não está totalmente recuperado.

Na temporada passada, a comissão técnica cruzmaltina procurou poupar o atleta, que foi utilizado somente em jogos dentro de São Januário pelo Brasileirão.

“Contamos com o Luis Fabiano. É um jogador importante, porque temos um time muito jovem. Mas temos que saber a real situação em termos de. É um jogador importante, que está acostumado com Libertadores. Precisamos ver o parecer médico para saber quando ele volta. Ele tem contrato com o clube até dezembro de 2018″, garantiu Pelaipe.



O diretor vascaíno informou também que deverá conversar com Luis Fabiano nesta semana, mas não deu previsão de retorno do atacante à equipe comandada pelo técnico Zé Ricardo.

O jogador tem contrato com o Vasco até dezembro deste ano, mas utiliza o CT do São Paulo para realizar a recuperação física. Tal atitude estimulou boatos sobre o seu retorno ao clube tricolor, pelo qual teve duas passagens e é o terceiro maior artilheiro da história (212 gols em 352 jogos). No entanto, oR7 apurou que não há interesse da diretoria são-paulina por Luis Fabiano.

Luis Fabiano deve permanecer no Vasco até o fim deste ano
Luis Fabiano deve permanecer no Vasco até o fim deste anoJorge Rodrigues/Estadão Conteúdo

Paulo Pelaipe disse ainda que o fato de ter feito sucesso na gestã do Flamengo (onde foi campeão da Copa do Brasil de 2013) não deverá influenciar no seu trabalho dentro do Vasco.

“Trabalhei por 22 anos no Grêmio e em outros clubes. Também no Flamengo. Cada clube tem as suas características. A nossa função é executar política de futebol do clube. É isso que vamos fazer”.



Por fim, o executivo vascaíno evitou comentar a política do clube após as polêmicas envolvendo saída de Eurico Miranda do comando e a eleição de Alexandre Campello à presidência. “Fato político não é comigo. Trato só de futebol, meu assunto não é político”.

Nenê

O diretor executivo Paulo Pelaipe revelou detalhes da saída do meia Nenê, negociado com o São Paulo. O dirigente contou que o atleta pediu para deixar o Vasco.

“Não era esperado, nos contávamos com ele. Mas, na sexta passada (27 de janeiro), ele manifestou a vontade de ir para são Paulo ficar com a família e não adianta ter um jogador contrariado no plantel.

Pelaipe explicou que o Vasco tentou manter o meia no elenco, mas a proposta do time paulista era muito superior e incluía a permanência do zagueiro Breno e do meia Wellington no Rio de Janeiro.

“O São Paulo assumiu o valor que o Vasco pediu. Tínhamos uma pendência financeira com o Nenê. O clube também tinha o empréstimo do Breno e do Wellington e o São Paulo deu quitação (valores) dos empréstimos. Foram números que nos satisfizeram”, contou Pelaipe.

Fonte: R7.COM


Você pode gostar...

Close