Ramon, sobre jogo contra o Atlético-MG: ‘Temos que respeitar, mas somos Vasco da Gama’


Acesse nosso grupo do Vasco e saiba de tudo sobre o gigante da colina!

Central do Vasco – www.centraldovasco.com – Tudo sobre o Vasco da Gama


Recuperado de Covid-19, Ramon Menezes voltou ao banco do Vasco no último domingo, contra o Bragantino. Durante o período, ele ficou dois jogos fora e viu o time ser eliminado pelo Botafogo na Copa do Brasil. Nesta quinta, em entrevista na Vasco TV, o treinador revelou que o mais difícil foi se afastar da rotina de trabalho.

– A minha rotina é muito forte de trabalho, sempre chego muito cedo no clube, trabalho praticamente 24 horas por dia, respiro Vasco da Gama. Foi isso o que eu mais senti. Vivemos uma situação atípica, todos nós profissionais corremos riscos. Testei positivo, mas graças a Deus não tive sintomas. Fiquei muito chateado com a notícia, tive essa preocupação com a saúde, com a família, mas fui bem representado nesse período pelo Thiago (Kosloski), Junior (Lopes) e Léo (Cupertino) – disse Ramon.

Durante a entrevista, Ramon sobre a queda de rendimento nos últimos jogos. Teria o Vasco, após um bom início de Brasileiro, ficado previsível? O treinador deu sua versão.

Curta a página do Central do Vasco e tenha acesso a todas as notícias do Vasco

Campello sobre chegadas de Latif Blessing e Valencia ao Vasco: “Boas chances”

Vasco: Ricardo Graça, Andrey e Benítez começam a trabalhar no campo; Retorno contra o Atlético é incerto

Sempre Vasco: Felipe e Juninho podem fazer pronunciamento em conjunto

SAIA DA CRISE: Ideias e cursos para ganhar dinheiro e ter sua própria renda


– Desde o começo do trabalho estamos fazendo algumas variações. Mas sempre precisamos fazer correções. Isso não quer dizer que somos previsíveis. A sequência é muito difícil. A nossa equipe é muito jovem. Às vezes você não consegue manter o mesmo nível de atuação. Estamos muito atentos, especialmente em fazer correções em relação ao posicionamento. Às vezes você não consegue o resultado e surgem as críticas. É normal, vem elogios e vem críticas. Estou muito confiante.

Há quatro jogos sem vencer – dois pelo Brasileiro e dois pela Copa do Brasil -, Ramon teve uma semana cheia para treinar, mas terá pela frente um desafio complicado no domingo, diante do líder Atlético-MG, em Belo Horizonte.

– O Brasileiro é muito difícil, dentro ou fora de casa, sempre é uma dificuldade grande. São grandes adversários que teremos pela frente. A começar pelo líder do Brasileiro, o Atlético-MG, que teremos pela frente no domingo. Temos que respeitar, mas somos Vasco da Gama. E pode ter certeza que os adversários começaram a nos respeitar. Mas são jogos decisivos, todos com cargas de final. Temos muitos atletas jovens, a pressão sempre existe, a dificuldade também, mas estamos indo muito bem.

Fique ligado na Central de notícias, para saber as últimas notícias do Vasco.

Fonte: GE
Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close