Botafogo, Fluminense e Vasco são contra o retorno de público aos jogos


Botafogo, Fluminense e Vasco são contrários à intenção da Prefeitura do Rio de Janeiro e da Federação de Futebol do Estado em voltar com o público nos jogos a partir de 4 de outubro. Botafogo e Vasco se posicionaram oficialmente e alegam a possibilidade de criar um desequilíbrio na competição. O ge também apurou que apesar de não se manifestar publicamente, o Tricolor também é contrário ao retorno do público apenas em alguns jogos.

Em nota divulgada pelas assessorias de imprensa dos clubes, Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo afirma que é necessário que a atitude tenha “respaldo dos órgãos de saúde”. O Vasco ressaltou a necessidade de evitar a criação de um desequilíbrio esportivo já que a permissão seria somente para jogos no Maracanã. Em junho deste ano, Mário Bittencourt participou do “Troca de Passes” e afirmou que o Fluminense só jogará com o apoio da torcida se todos os times pudessem ter o mesmo tratamento.

– O Botafogo defende o princípio da isonomia, uma premissa básica quando se fala em competição. É uma discussão que precisa contemplar o coletivo, ou seja, todos os clubes e os cenários vivenciados em todo o país, sob os mesmos critérios. É imprescindível que haja o respaldo dos órgãos de saúde e que ocorra sem açodamentos.

– Para se liberar torcida, deve se liberar em todo território nacional, pois não se pode criar um desequilíbrio esportivo – diz a nota vascaína.

– E antecipo aqui a todos os torcedores do Fluminense que não vamos abrir o estádio. Mesmo que o decreto libere, os jogos serão de portões fechados. Se a gente entrar no Brasileiro e todos os outros estados estiverem de portões fechados, não acho justo que o Rio jogue de portão aberto. Causa desequilíbrio na competição – disse Mário Bittencourt ao “Troca de Passes”.

Vasco também se mostrou contrário ao retorno do público neste momento — Foto: Raphael Zarko

Vasco também se mostrou contrário ao retorno do público neste momento — Foto: Raphael Zarko

Em junho, Mário Bittencourt disse que Fluminense não voltaria a ter torcida se outros clubes fossem proibidos disso — Foto: Lucas Merçon / FFC

Em junho, Mário Bittencourt disse que Fluminense não voltaria a ter torcida se outros clubes fossem proibidos disso — Foto: Lucas Merçon / FFC

Entenda o caso

Na última sexta-feira, a Ferj divulgou que cogitava a volta do público para o jogo entre Flamengo e Athletico-PR, marcado para o dia 4 de outubro. Porém, tal medida valeria apenas para as partidas no Maracanã, segundo determinação da Prefeitura do Rio.

A atitude gerou críticas, primeiramente do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. Ele afirmou que se a presença da torcida for liberada somente no Rio de Janeiro, o clube paulista não entrará mais em campo pelo Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, rebateu o presidente corintiano dizendo que “cidades aptas para receber público estão recebendo”.

Fonte: GE

Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close