Bastos diz que grupo mira o título brasileiro: “Vamos pensar em títulos sim, mas com muito pé no chão”


Vice-artilheiro do Vasco no Campeonato Brasileiro e na temporada, com quatro gols, o volante Fellipe Bastos concedeu coletiva nesta terça-feira em transmissão ao vivo do canal oficial do clube no Youtube.

O atleta de 30 anos afirmou que o Vasco pensa sim em títulos, mas insistiu de que o elenco sabe de suas limitações. Com essa consciência, crê que poderão lutar por grandes coisas na atual temporada.

– Quando joga num grande clube, temos que sonhar com títulos. Sabemos das nossas limitações e vamos trabalhar em cima disso para estar no bolo. Na Copa do Brasil e na Sul-Americana, vamos tentar o título sempre. Queremos jogar bem todos os jogos, mas não vai ser assim.

– Quando não jogarmos bem, precisamos seguir pontuando para brigar lá em cima. Quando se pensa em Vasco, se pensa em título. Vamos pensar em títulos sim, mas com muito pé no chão. É muito difícil, mas é muito gostoso também conquistar. A caminhada é árdua, mas vamos trabalhar para lutar pelos títulos.

Confira outros tópicos:

Mais sobre a luta pelo título e a importância do apoio da diretoria com voos fretados e alimentação

– Lógico que a gente sonha e quer brigar pelo título. Trabalhamos para conquistar. Sabemos da dificuldade do campeonato e das dificuldades de logística, apesar de o Vasco fazer o esforço para viajarmos em voos fretados e com a nossa alimentação. Queremos elogiar todas as pessoas que participam disso, porque está sendo muito importante para a nossa recuperação.

– Terminar um jogo como o que tivemos com o Goiás e dormir na nossa casa é muito importante. O esforço de levar cozinheiro também tem sido de suma importância para o jogo seguinte. Precisamos estar recuperados. Parabenizar também os fisioterapeutas, massagistas… Posso estar esquecendo alguém e peço desculpas. Estamos conseguindo imprimir o ritmo que Ramon tem nos pedido.

– A gente pensa em título sim, vai trabalhar muito para isso. Sabe da dificuldade, mas é importante demais conquistar.

Volante com mais gols no século 21 pelo Vasco (superou Nilton, que tem 18)

– Passei, depois recebi uma mensagem dele me parabenizando pelo feito. Importante esse início nosso de Brasileiro, mas sabemos que a caminhada é longa para darmos continuidade a esse trabalho e colhermos frutos lá na frente.

Integração com a base

– A base do Vasco vem muito bem há muito tempo. O Vasco revela jogadores para o mundo inteiro. A integração tem sido natural. A gente sabe também que há jogadores que precisam de tempo para a maturação. São o nosso vigor, a nossa saúde. E dão a alegria no vestiário pela espontaneidade e a alegria deles.

Dupla de volantes com Andrey

– Estamos funcionando juntos, mas somos uma pecinha de engrenagem. Com muito trabalho, vamos conseguir conquistar coisas grandes. É pezinho no chão para continuarmos construindo um meio forte, não só eu e Andrey, mas Benítez também, Carlinhos e outros jogadores que têm entrado.

Bom momento

– Tem sido comemorado por todos, mas sempre com pezinho no chão. Sabemos das nossas limitações e do que temos de melhorar. É um campeonato muito difícil, você tem dificuldade em todos os jogos. É preciso ter constância para lá na frente dar o sprint final para buscar coisas grandes, que é o que o torcedor está esperando. Sabendo das nossas limitações, sabemos que podemos chegar longe.

Fonte: GE

Receba nossas notícias do Vasco pelo canal no telegram, acesse o link https://t.me/VascodaGamaoficial


Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina

Você pode gostar...

Close