Desembargadora concede efeito suspensivo à liminar que anulava eleição do Vasco



A desembargadora Marcia Alvarenga concedeu efeito suspensivo à liminar que anulava a eleição do Vasco. Ou seja, uma nova eleição não será marcada até que haja uma decisão na 52ª Vara Cível. Na publicação, a desembargadora citou o “eminente risco de decisões conflitantes ou contraditórias”.

Eleição Vasco — Foto: André DurãoEleição Vasco — Foto: André Durão

Eleição Vasco — Foto: André Durão

“Diante dos inúmeros recursos, … e tendo em vista o eminente risco de decisões conflitantes, ou contraditórias, reconheço a conexão entre todas elas. Determino a reunião dos processos pelo mesmo juízo prevento da 52ª Vara Cível.


Por esse motivo, suspendo os efeitos da decisão proferida pela Ilustre Magistrada da 29a Vara Cível da Comarca da Capital, até que o Juízo competente ratifique ou não o decisum, para posterior julgamento do presente agravo”.

Após a decisão liminar de anulação conseguida pela oposição, diversas correntes do clube se posicionaram contra um novo pleito, com o argumento de que o clube ficaria inviável de ser governado nestes meses. Na última segunda-feira, grandes beneméritos deram uma entrevista coletiva sobre o assunto e pediram a pacificação do Vasco.

Instale o Aplicativo do Vasco e fique por dentro de todas as notícias do Gigante da Colina


Você pode gostar...

Close